top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

A glutamina melhora o desempenho esportivo?

A glutamina é um aminoácido essencial amplamente utilizado na nutrição esportiva, especialmente por seu papel imunomodulador. No entanto, além desse papel, observa-se várias outras funções biológicas como proliferação celular, produção de energia, tamponamento de amônia, entre outras. Assim, sua suplementação começou a ser investigada na nutrição esportiva além de seu efeito no sistema imunológico, além de atribuir-se a ela várias propriedades como sua atuação antifadiga. 

A maioria dos estudos avaliados observou que a suplementação de glutamina melhorou alguns marcadores de fadiga, como aumento da síntese de glicogênio e redução do acúmulo de amônia, mas esta intervenção não aumentou o desempenho físico. Assim, apesar de melhorar alguns parâmetros de fadiga, essa estratégia parece ter efeitos limitados sobre o desempenho.



Table of ContentsToggle

Os Efeitos da Glutamina na Fadiga e Desempenho Esportivo

A glutamina é um dos aminoácidos mais abundantes no sangue e é importante para a síntese de proteínas e a manutenção do equilíbrio ácido-base. Porém, os resultados de estudos sobre seus efeitos na performance esportiva são inconsistentes. Visto que, enquanto alguns estudos mostram melhorias em parâmetros de fadiga muscular, outros não observaram aumento significativo no desempenho físico.

Um dos mecanismos pelos quais pode atuar melhorando a performance é através da redução do acúmulo de amônia durante o exercício. Uma vez que a amônia é um subproduto do metabolismo dos aminoácidos e sua acumulação pode levar à fadiga muscular. Sendo assim, a glutamina atua como um tampão de amônia, reduzindo sua concentração nos músculos e prolongando a capacidade de exercício.

Outro mecanismo de ação é sua contribuição para a síntese de glicogênio, principal fonte de energia para atividades de alta intensidade. Nesse sentido, observa-se que a suplementação pode aumentar a ressíntese de glicogênio muscular após o exercício, o que pode melhorar a capacidade de realizar exercícios prolongados. Além disso, a glutamina pode atuar como um antioxidante, protegendo as células contra o estresse oxidativo e melhorando a recuperação muscular após o exercício. 

Em resumo, a glutamina pode ter benefícios para à saúde, no entanto possui evidência limitada no que tange à performance esportiva. A maioria dos estudos observa que a suplementação com glutamina melhora alguns marcadores de fadiga, como aumento da síntese de glicogênio e redução do acúmulo de amônia, mas essa intervenção não aumenta o desempenho físico. Assim, apesar de melhorar alguns parâmetros de fadiga, a suplementação com glutamina parece ter efeitos limitados no desempenho.

Prática Clínica 

Na prática clínica esportiva, a suplementação de glutamina é indicada principalmente para pacientes que sofrem de lesões musculares, ou que estão em processo de reabilitação, devido aos efeitos benéficos da glutamina na recuperação muscular. No entanto, seu uso para o desempenho esportivo possui evidência limitada. 

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Rodrigo Abdala: Antioxidantes e desempenho esportivo

Artigo: Glutamina e desempenho esportivo – Coqueiro AY, Rogero MM, Tirapegui J. Glutamine as an Anti-Fatigue Amino Acid in Sports Nutrition. Nutrients. 2019;11(4):863. Published 2019 Apr 17. doi:10.3390/nu11040863

Classifique esse post

6 visualizações

Opmerkingen


bottom of page