top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Astragalus Membranaceus: Anti-Envelhecimento dos Telômeros

Acerca do tema envelhecimento, os telômeros, pequenas extremidades de nossos cromossomos, atuam como protagonistas. Como marcadores do tempo, o encurtamento dessas estruturas está associado ao declínio celular e, consequentemente, ao processo de envelhecimento. Nesta matéria, exploraremos as recentes descobertas relacionadas ao papel dos telômeros, destacando um aliado promissor: o Astragalus membranaceus. Descubra como este fitoterápico pode influenciar a atividade da telomerase, proporcionando uma possível chave para desacelerar o relógio do envelhecimento.


Astragalus Membranaceus e a Telomerase: Uma Aliança Contra o Envelhecimento Celular


A relação entre o encurtamento dos telômeros e o estresse oxidativo revela uma conexão profunda com o processo de envelhecimento. Descobrimos que o extrato da raiz de Astragalus membranaceus, rico em astragalosídeos, estimula a atividade da telomerase. Este processo torna-se necessário para a manutenção do comprimento dos telômeros, sugere uma potencial intervenção no envelhecimento celular. Pesquisas detalhadas indicam que a ativação da telomerase por astragalosídeos pode promover o alongamento dos telômeros, demonstrando um impacto positivo na saúde celular. Além disso, os flavonoides presentes na raiz do astrágalo têm demonstrado uma habilidade única na modulação do sistema imunológico, criando uma abordagem holística na proteção contra o envelhecimento prematuro.


Esses resultados não só apontam para a possibilidade de retardar o processo de envelhecimento, mas também para fortalecer as defesas naturais do corpo. Este capítulo revela uma narrativa promissora sobre o potencial terapêutico do Astragalus membranaceus, não apenas no contexto do alongamento dos telômeros, mas também como um agente multifuncional no suporte à saúde imunológica.


Envelhecimento, Telômeros e Astragalus


O envelhecimento é um fenômeno causado por várias vertentes, onde os telômeros desempenham um papel preponderante. Além do Astragalus membranaceus, investigou-se o papel de outros agentes, como o danazol, e foram analisados estudos que apontam para uma abordagem integrada no manejo do envelhecimento. Descubra como uma combinação de tratamentos, incluindo o uso de fitoterápicos, exercício físico, dieta saudável e gestão do estresse, pode ser o antídoto contra o envelhecimento prematuro.


Em um estudo abrangente, a coorte de doadores idosos exposta ao Astragalus membranaceus apresentou significativo alongamento dos telômeros, sugerindo que essa erva pode ser um aliado potente na luta contra o envelhecimento celular. Adicionalmente, a comparação com o danazol destaca não apenas a eficácia do Astragalus, mas também sua menor toxicidade. Este capítulo destaca a importância de uma abordagem holística, onde o Astragalus membranaceus não é apenas um agente isolado, mas parte integrante de uma estratégia que engloba diversos aspectos da vida cotidiana.


Prática Clínica


Ao utilizar uma coorte de doadores idosos, este estudo evidencia o potencial do Astragalus membranaceus na indução do alongamento dos telômeros, apresentando menor toxicidade em comparação com o danazol. Essa descoberta abre caminho para estratégias terapêuticas que visam neutralizar o encurtamento dos telômeros e seus efeitos deletérios. A associação deste tratamento com hábitos saudáveis reforça a importância de uma abordagem multidisciplinar na busca pela desaceleração do processo natural de envelhecimento.


Além do papel no alongamento dos telômeros, Astragalus membranaceus revela uma gama impressionante de efeitos farmacológicos. Descubra como os flavonoides presentes na raiz do astrágalo exercem efeitos imunomoduladores, reduzem o estresse oxidativo e demonstram potencial na proteção contra neurodegeneração e declínio cognitivo. Este fitoterápico se mostra uma peça multifuncional no quebra-cabeça da promoção da saúde duradoura.


Astragalus membranaceus pode atuar apoiando a longevidade e auxiliando no combate às doenças relacionadas ao envelhecimento. No entanto, existe a necessidade de mais estudos para compreender completamente seus mecanismos de ação. Ainda assim, é imperativo destacar a importância da consulta médica ou nutricional antes de incorporar o astrágalo à rotina, especialmente para aqueles com condições específicas.


Referências Bibliográfica


Guinobert, I.; Blondeau, C.; Colicchio, B.; Oudrhiri, N.; Dieterlen, A.; Jeandidier, E.; Deschenes, G.; Bardot, V.; Cotte, C.; Ripoche, I.; et al. The Use of Natural Agents to Counteract Telomere Shortening: Effects of a Multi-Component Extract of Astragalus mongholicus Bunge and Danazol. Biomedicines 2020, 8, 31. https://doi.org/10.3390/biomedicines8020031

 


Liu P, Zhao H, Luo Y. Anti-Aging Implications of Astragalus Membranaceus (Huangqi): A Well-Known Chinese Tonic. Aging Dis. 2017 Dec 1;8(6):868-886. doi: 10.14336/AD.2017.0816. PMID: 29344421; PMCID: PMC5758356. 

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page