top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Avaliação Antropométrica: Você sabe fazer?

A avaliação antropométrica é uma das ferramentas mais importantes utilizadas pelo nutricionista na análise do estado nutricional dos pacientes. Essa técnica consiste na mensuração de diversas características físicas do corpo humano, como altura, peso, circunferência de cintura, quadril e braços, além de dobras cutâneas. Ela é essencial em um atendimento de qualidade uma vez que direciona o profissional a escolher as melhores estratégias a serem adotadas para possibilitar que os objetivos do paciente sejam alcançados.

Assim, a antropometria é uma ferramenta que permite uma avaliação precisa e completa sobre o estado nutricional do paciente, além de possibilitar o monitoramento da eficácia das intervenções nutricionais aplicadas ao longo do tratamento. Mas afinal, você sabe como realizar uma boa antropometria e promover uma abordagem mais individualizada e eficaz para o tratamento de diversas condições relacionadas à nutrição de seu paciente? 



Table of ContentsToggle

Avaliação Antropométrica: O que é?

A avaliação antropométrica é uma técnica utilizada para medir as dimensões do corpo humano, a qual consiste em uma série de medidas que são coletadas utilizando equipamentos específicos como fitas métricas, balanças e adipômetros. Cujo objetivo é obter informações precisas sobre as características físicas de um indivíduo como peso, altura, circunferência da cintura, massa corporal magra e massa corporal gorda.

Na nutrição, essa ferramenta pode ser utilizada para monitorar o estado nutricional de pacientes, avaliar o risco de doenças associadas à obesidade, bem como acompanhar a evolução de tratamentos, da composição corporal ou auxiliar na prescrição de dietas personalizadas. No esporte, por sua vez, é utilizada para identificar as características físicas de atletas e auxiliar na prescrição de treinamentos específicos, além de ser possibilitar a identificação de possíveis desequilíbrios musculares ou alterações posturais, que podem aumentar o risco de lesões.

A Avaliação Antropométrica é Segura?

A avaliação antropométrica é uma técnica segura e não invasiva, de fácil realização e baixo custo, o que permite que seja amplamente utilizada em diferentes contextos de atuação do nutricionista, como em clínicas, hospitais, escolas, empresas, entre outros. Além disso, ela pode ser realizada em indivíduos de todas as idades. No entanto, é importante que a técnica seja feita por profissionais capacitados, os quais possuam conhecimento sobre as medidas corretas e saibam interpretar os resultados obtidos.

Além disso, é importante ressaltar que a avaliação antropométrica deve ser utilizada em conjunto com outras técnicas de avaliação, como exames de sangue e testes diversos, para que seja possível obter uma visão mais completa e precisa do quadro em que um indivíduo se encontra.

Medidas Aferidas na Avaliação Antropométrica

As medidas aferidas na antropometria depende do público avaliado, uma vez que varia a depender de quem é seu paciente (criança, adulto ou idoso). Assim como as medidas, também haverá uma variação dos instrumentos necessários para realizar as avaliações a depender de cada caso.

Estudos apontam que os principais são: altura, peso, determinação do índice de massa corporal (IMC), circunferências e medida de dobras cutâneas. Confira a seguir mais detalhadamente sobre cada medida mencionada:

  1. Altura: a altura é medida em metros ou centímetros, utilizando um estadiômetro, uma régua vertical fixada em uma base. A pessoa deve estar em pé, descalça, com os calcanhares juntos, a cabeça erguida e os braços estendidos ao lado do corpo, seguindo a posição anatômica. Por fim, a altura deve ser medida dos pés até o topo da cabeça.

  2. Peso: o peso é medido em quilogramas, utilizando uma balança digital ou mecânica. A pessoa deve estar em pé, descalça, com roupas leves e sem objetos pessoais. É importante lembrar que o peso pode variar ao longo do dia, por isso é recomendado que a medição seja realizada sempre no mesmo horário e sob as mesmas condições. De preferência antes de pesar, recomenda-se ir ao banheiro.

  3. Índice de massa corporal (IMC): o índice de massa corporal é uma medida que relaciona o peso e a altura da pessoa. É calculado dividindo-se o peso (em kg) pela altura ao quadrado (em metros). O IMC é uma medida útil para classificar o peso em categorias, como abaixo do peso, peso normal, sobrepeso e obesidade. O valor de referência para o peso normal varia entre 18,5 e 24,9 kg/m².

  4. Circunferência: as circunferências são medidas em centímetros, utilizando uma fita métrica flexível. As circunferências mais comuns na avaliação antropométrica são a circunferência da cintura e a circunferência do quadril. A circunferência da cintura é medida no ponto mais estreito da cintura, entre as costelas e a crista ilíaca. A circunferência do quadril é medida no ponto mais saliente dos glúteos. A relação entre a circunferência da cintura e a circunferência do quadril (razão cintura-quadril) é uma medida útil para avaliar o risco de doenças cardiovasculares e metabólicas.

  5. Dobras cutâneas: a medida de dobras cutâneas é realizada com um adipômetro, um instrumento que mede a espessura da pele e do tecido adiposo subcutâneo. As dobras cutâneas mais comuns na avaliação antropométrica são a dobra cutânea tricipital (na parte de trás do braço) e a dobra cutânea subescapular (abaixo da escápula). A medida das dobras cutâneas é utilizada para calcular a porcentagem de gordura corporal por meio de equações matemáticas.

Faça da sua Antropometria um Destaque

Para que este procedimento tão essencial para a elaboração de um plano alimentar adequado e personalizado, é imprescindível que você nutricionista saiba como proceder com uma boa avaliação antropométrica. Para tanto, elencamos os principais passos que você deve seguir:

  1. Preparação: antes de iniciar o procedimento, o paciente deve ser informado sobre o que será feito e quais são os objetivos da avaliação. Também é importante que o paciente esteja em jejum de 4 horas e que tenha urinado antes da avaliação.

  2. Equipamentos: o nutricionista deve contar com equipamentos adequados para a avaliação, como balança, fita métrica, paquímetro e adipômetro e outros eventuais instrumentos que sejam cabíveis para o público que estará avaliando.

  3. Medidas: as medidas antropométricas devem ser realizadas em posição padronizada e seguindo protocolos específicos. Isso porque ao repetir essa avaliação, deve-se seguir um padrão para que os resultados sejam os mais exatos o possível. As medidas mais comuns são: peso, altura, circunferência da cintura, quadril, braço e coxa, dobras cutâneas e perímetros corporais.

  4. Análise: após a realização das medidas, o nutricionista deve realizar a análise dos dados obtidos. Essa análise envolve o cálculo de índices como o Índice de Massa Corporal (IMC) e a relação cintura-quadril, além da avaliação das dobras cutâneas e dos perímetros corporais.

  5. Interpretação: com base nos resultados obtidos, o nutricionista deve interpretar as informações e identificar, além de possíveis desequilíbrios nutricionais e riscos à saúde do paciente, todos os dados colhidos. Essa interpretação é fundamental para a elaboração de um plano alimentar adequado e personalizado considerando os objetivos do paciente.

  6. Feedback: por fim, o nutricionista deve fornecer ao paciente um feedback claro e objetivo sobre os resultados da avaliação e orientar sobre a importância de seguir as recomendações nutricionais para alcançar uma maior qualidade de vida.

Essa avaliação é essencial pois ela será determinante para elaboração do plano alimentar do paciente assim como dos objetivos que deverão ser alcançados por ele, analisando na próxima consulta os avanços obtidos a partir de uma nova antropometria. 

Prática Clínica

Uma avaliação antropométrica realizada de maneira correta é essencial para a prática clínica dos profissionais da saúde, notadamente dos nutricionistas. Para tanto, recomenda-se que ao receber seu paciente, você já tenha claro quais medidas deverão ser tomadas levando em consideração a faixa etária e demais fatores essenciais, que também serão determinantes quanto aos aparelhos necessários a serem utilizados no dia da consulta. Sugere-se que você sempre padronize a forma de avaliação para que tenha um comparativo real para aferir a evolução de seu paciente. Isso lhe será útil para aprimorar a qualidade de seu atendimento além de favorecer o alcance dos objetivos traçados. 

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Artur Coelho: Métodos para Antropometria

Artigo: Medição antropométrica – Casadei K, Kiel J. Anthropometric Measurement. 2022 Sep 26. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2023 Jan–. PMID: 30726000.

Classifique esse post

4 visualizações

コメント


bottom of page