top of page

Coenzima Q10 e Melatonina na Fertilidade Masculina

Estima-se que a infertilidade afeta entre 8 e 12% dos casais em idade reprodutiva. E que a causa por fator masculino pode ser identificada em cerca de 50% dos casos neste cenário. Neste cenário, os autores investigaram a eficácia da suplementação de coenzima Q10 e melatonina na fertilidade masculina.



Table of ContentsToggle

Causas da Infertilidade Masculina

A infertilidade é definida como a incapacidade de conceber após pelo menos 12 meses de atividade sexual regular e desprotegida. Além disso, no contexto da infertilidade masculina, as causas podem ser classificadas como (I) congênita (II) adquirida e (III) idiopática, que compreende cerca de 30% dos casais inférteis.

Impacto do Estresse Oxidativo na Infertilidade 

A infertilidade idiopática está associada a fatores de risco que têm um impacto prejudicial na capacidade reprodutiva da população masculina, como estilo de vida, tabagismo, uso de álcool, obesidade, infecções e estresse psicológico, 

Dessa forma, o aumento da atividade oxidativa nesses casos pode afetar negativamente a função reprodutiva, reduzindo a concentração e a motilidade dos espermatozóides. 

Acredita-se que o processo influencie entre 30 e 80% dos casos de subfertilidade e, por esse motivo, foi criada a categoria de MOSI (infertilidade por estresse oxidativo masculino). 

Benefícios da Coenzima Q10 na Fertilidade Masculina

A coenzima Q10 está envolvida na produção de energia mitocondrial e tem um papel fundamental como antioxidante para membranas celulares e lipoproteínas. Por esta razão, diferentes autores têm despertado interesse em seu uso no campo da medicina reprodutiva.

Conforme discutido no artigo, a monoterapia com CoQ10 (200 a 300 mg) demonstrou aumentar a motilidade e concentração espermática, bem como melhorar a fragmentação do DNA espermático em homens inférteis e consequentemente ser eficaz na melhoria das taxas de concepção.

Benefícios da Melatonina na Fertilidade Masculina

A melatonina é um hormônio secretado pela glândula pineal do cérebro, cuja produção é potencializada pela escuridão, e é o principal regulador dos ritmos circadianos. 

Além disso, a melatonina e seus metabólitos atuam como sequestradores de radicais livres, protegendo as células do estresse oxidativo, o que pode ter um impacto significativo na infertilidade.

De fato, modelos animais mostraram que esta molécula pode contribuir para a fisiologia gonadal modulando a produção de andrógenos (tanto central quanto localmente), atuando como um composto imunomodulador e influenciando a progressão de células germinativas para espermatozóides. 

Prática Clínica 

Nos últimos anos, um crescente corpo de literatura mostrou que o equilíbrio no estresse oxidativo melhora a concentração e a motilidade dos espermatozóides e pode prevenir a infertilidade masculina. As propriedades antioxidantes da CoQ10 e da Melatonina desempenham um papel importante nesta homeostase e no desempenho reprodutivo.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Omar de Faria: Como a Nutrição pode ajudar na Infertilidade Masculina

Artigo: Lucignani G, Jannello LMI, Fulgheri I, Silvani C, Turetti M, Gadda F, Viganò P, Somigliana E, Montanari E, Boeri L. Coenzyme Q10 and Melatonin for the Treatment of Male Infertility: A Narrative Review. Nutrients. 2022; 14(21):4585. https://doi.org/10.3390/nu14214585

Classifique esse post

1 visualização

Comments


bottom of page