top of page

Como Conduzir o Atendimento de Crianças Vegetarianas?

No mundo, 1,5 bilhões de pessoas no mundo são vegetarianas e isso só tende a aumentar, por questões éticas, espirituais, saúde e preocupações com o meio ambiente. Considerando que o vegetarianismo tem como diretriz a exclusão dos alimentos dos grupos das carnes e/ou ovos, leite e laticínios. No público infantil são muitas as motivações para aderir ao vegetarianismo, dentre elas estão a influência da família, escolha própria, questões morais e, até mesmo, gosto por animais e não querer causar mal a eles. 



Table of Contents


Vegetarianismo em Crianças e Adolescentes é Seguro?


Se planejada adequadamente, há muitos benefícios, visto que em dieta whole-food plant based é possível observar diversos benefícios como diminuição de riscos de doenças cardiovasculares, diabetes e câncer, além de auxiliarem no crescimento e desenvolvimento infantil. Embora esta escolha pelas crianças já tenha sido muito condenada, nos dias atuais ainda ocorre, mas com menos frequência.


O Atendimento de Crianças Vegetarianas


As crianças vegetarianas devem receber aleitamento materno igual a todos, ou seja, recomenda-se que a criança seja amamentada por 2 anos ou mais, sendo os primeiros 6 meses restrito ao leite materno quando possível. Caso não haja possibilidade do aleitamento materno é recomendado o uso de fórmulas infantis.


No que se trata da prática clínica, crianças vegetarianas principalmente, devem ter uma atenção especial aos níveis de vitamina B12, uma vez que essa vitamina não está presente nos alimentos de origem vegetal. E também se atentar nos níveis de cálcio e instruir o consumo de alimentos fontes de ferro, como pasta de gergelim, chia, vegetais folhosos, entre outros. Por fim, em casos mais delicados, deve-se suplementar vitamina D para auxiliar na absorção do cálcio. 


Quantidade e Densidade Calórica da Alimentação de Crianças Vegetarianas


Nos primeiros 9 meses de vida a necessidade energética é muito alta, pois está em fase de crescimento. Por isso, o cardápio vegetariano deve seguir a regra do ⅓, ⅓ de legumes, verduras e cogumelos, ⅓ de feijões e outras leguminosas e ⅓ de cereais, raízes e grãos. Além disso, é importante regar o prato com 1 colher de óleo cru e oferecer frutas após a refeição principal. 


Atenção Especial aos Adolescentes Veganos


É preciso atentar-se a adolescentes com baixo peso, insatisfação corporal que optaram pelo veganismo, pois muitas vezes é uma desculpa para esconder da família e da sociedade um transtorno alimentar. Lembrando que a prática do vegetarianismo/veganismo não aumenta o risco de transtornos.


Continue Estudando...





Referências Bibliográficas


Hussar, KM, & Harris, PL (2010). Children Who Choose Not to Eat Meat: A Study of Early Moral Decision-making. Social Development, 19 (3), 627-641.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page