top of page

Como recuperar massa muscular do paciente?

A massa muscular é uma parte predominante da massa corporal magra, sendo indispensável para a locomoção e outras funções relacionadas à saúde. Entretanto, a redução da massa muscular tem sido associada à doenças crônicas, sarcopenia, deficiência física e risco de fraturas.

Nestes contextos, sua recuperação é essencial para manter uma boa qualidade de vida. Assim, o estudo Systematic review and meta-analysis of protein intake to support muscle mass and function in healthy adults, traz evidências de que a ingestão adequada de proteínas, o exercício de resistência e a suplementação nutricional são ajudantes para recuperar a massa muscular perdida.



Table of ContentsToggle

Massa Muscular e Ingestão de Proteínas

A ingestão de proteínas para indivíduos adultos saudáveis varia ao redor do mundo, mas normalmente varia de 0,8-0,9g/Kg de peso corporal/dia. No entanto, diversos estudos já comprovaram que a ingestão proteica suficiente é fundamental para manter e aumentar a massa muscular.

Dessa forma, uma maior ingestão diária de proteínas auxilia no ganho de massa muscular, tanto em adultos quanto em idosos saudáveis. Dentre seus benefícios, além do aumento da massa muscular, ela também interfere na força muscular e na função física. Porém, além da ingestão adequada, o exercício físico é fundamental para garantir seus resultados.

Exercício Físico e Ganho de Massa Muscular

Os autores do estudo mostram que a ingestão proteica junto com o exercício de resistência traz uma massa corporal magra adicional e força corporal. Ainda, esse efeito é notável em jovens adultos, que consomem mais de  1,6 g de proteína/kg de peso corporal/dia.

Porém, o estudo mostra que a recuperação de massa muscular também é vista em pessoas com idade mais elevada. Esse grupo é mais propenso a apresentar sarcopenia e outras consequências da falta de massa muscular. Assim a ingestão proteica e o exercício físico auxiliam os idosos.

Assim, para garantir os benefícios do exercício, é fundamental que o indivíduo treine pelo menos 3 vezes na semana, realizando o treinamento de forma lenta, concentrada e com o peso adequado para cada pessoa. Ainda, é necessário manter uma hidratação, pois a maior parte dos músculos é composta por água.

Por fim, o estudo mostra que a suplementação proteica tem um efeito significativo na recuperação desse músculo. Além de estimular o crescimento muscular, a suplementação gera maior resistência e menos fadiga durante os treinos, garantindo maior disposição.

Prática Clínica

Assim, a ingestão diária de proteínas entre 1,2g a 1,6g/Kg de peso corporal é essencial para o ganho ou manutenção de massa corporal em adultos e idosos. Ainda, 3 treinos na semana, com alterações no treinamento a cada 5 semanas, facilita o desenvolvimento de todos os grupos musculares.

Referências Bibliográficas

NUNES, Everson A.; COLENSO‐SEMPLE, Lauren; MCKELLAR, Sean R.; YAU, Thomas; ALI, Muhammad Usman; FITZPATRICK‐LEWIS, Donna; SHERIFALI, Diana; GAUDICHON, Claire; TOMÉ, Daniel; ATHERTON, Philip J.. Systematic review and meta‐analysis of protein intake to support muscle mass and function in healthy adults. Journal Of Cachexia, Sarcopenia And Muscle, [S.L.], v. 13, n. 2, p. 795-810, 20 fev. 2022. Wiley.

Classifique esse post

0 visualização

Comentários


bottom of page