top of page

Curcuma Longa e o Tratamento de Osteoartrite: Realmente é eficaz?

A osteoartrite (OA) é uma doença crônica degenerativa que afeta um grande número de pessoas em todo o mundo, especialmente a população idosa. O tratamento básico da OA envolve mudanças nos hábitos de vida, exercícios adequados, fisioterapia e medicamentos anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs) para aliviar a dor e melhorar a função articular.

Entretanto, quando o tratamento não cirúrgico não é eficaz, a substituição artificial da articulação é uma opção. A Curcuma longa, também conhecida como açafrão-da-terra, tem propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e digestivas. Sua principal substância ativa, a curcumina, tem mostrado eficácia no tratamento da dor causada pela artrite e OA. Estudos clínicos demonstraram que a curcumina pode melhorar vários indicadores de OA, incluindo a pontuação da Western Ontario and McMaster Universities (WOMAC) e a escala visual analógica (VAS).

No entanto, a quantidade de ensaios clínicos é limitada, o que afeta a aplicabilidade das evidências. É necessário realizar revisões sistemáticas e metanálises atualizadas para avaliar a eficácia e segurança do uso da curcumina no tratamento da OA.



Table of ContentsToggle

Curcuma e seu potencial efeito anti-inflamatório na osteoartrite

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é uma planta enraizada da família do gengibre e tem sido usada há séculos na medicina tradicional. Um dos componentes ativos da cúrcuma é a curcumina, que possui propriedades anti-inflamatórias bem documentadas. A curcumina é responsável pela cor amarelo-alaranjada característica da cúrcuma e é considerada um potente agente anti-inflamatório natural.

A inflamação é uma resposta do sistema imunológico a lesões, infecções ou estresse. Embora a inflamação seja uma parte importante do processo de cura, a inflamação crônica pode levar a várias doenças, incluindo doenças cardíacas, diabetes, câncer e distúrbios autoimunes. A curcumina tem a capacidade de modular várias vias de sinalização envolvidas na resposta inflamatória, o que a torna um composto promissor no tratamento e prevenção dessas doenças relacionadas à inflamação.

Estudos científicos têm demonstrado que a curcumina inibe a atividade de várias enzimas pró-inflamatórias, como a ciclooxigenase-2 (COX-2) e a 5-lipoxigenase (5-LOX), reduzindo assim a produção de mediadores inflamatórios, como as prostaglandinas e os leucotrienos. Além disso, a curcumina demonstrou suprimir a ativação de fatores de transcrição envolvidos na expressão de genes inflamatórios, como o fator nuclear kappa B (NF-kB).

Efeitos do uso da Curcuma longa no tratamento da osteoartrite

Nesta revisão sistemática e meta-análise, foi concluído que o extrato de Curcuma longa e a curcumina têm efeitos benéficos no alívio da dor, melhora da função articular e redução da rigidez articular. Além disso, esses compostos foram considerados seguros, com incidência de eventos adversos comparável ao placebo. Em comparação com os anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), o extrato de Curcuma longa e a curcumina apresentaram efeitos semelhantes na dor, função e rigidez articular, porém com menor ocorrência de eventos adversos. A adição de extrato de Curcuma longa e curcumina aos AINEs também demonstrou alívio da dor, melhora da função articular e redução da rigidez articular, sem aumentar os eventos adversos.

O uso da curcuma associada a piperina e glucosamina

A associação da curcumina com a piperina ou a glucosamina tem sido estudada como uma abordagem potencial para o alívio da dor relacionada a condições como artrite e osteoartrite. A piperina é um composto encontrado na pimenta-do-reino que tem sido utilizado para melhorar a biodisponibilidade da curcumina. Estudos sugerem que a piperina pode aumentar a absorção da curcumina no organismo, permitindo que mais do composto seja utilizado e potencializando seus efeitos terapêuticos.

Por outro lado, a glucosamina é um suplemento amplamente utilizado para o tratamento da osteoartrite. Alguns estudos sugerem que a combinação de curcumina com a glucosamina pode ter efeitos sinérgicos no alívio da dor e na melhora da função articular. Acredita-se que a glucosamina possa ajudar a proteger e reparar a cartilagem articular, enquanto a curcumina exerce seus efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes.

No entanto, é importante destacar que as evidências científicas sobre a eficácia da associação de curcumina com piperina ou glucosamina ainda são limitadas e contraditórias. Mais estudos clínicos de alta qualidade são necessários para avaliar adequadamente os benefícios e a segurança dessa combinação.

Pratica Clínica

O nutricionista pode indicar o uso da curcuma no cardápio do paciente além de prescrever ela de forma isolada, também verificar formas mais ricas no seu extrato bem como o Curcuvail®, ou seu extrato manipulado em 95% ou mais de curcuminoides. 

Referências Bibliográficas

Zeng L, Yu G, Hao W, Yang K, Chen H. The efficacy and safety of Curcuma longa extract and curcumin supplements on osteoarthritis: a systematic review and meta-analysis. Biosci Rep. 2021 Jun 25;41(6):BSR20210817. doi: 10.1042/BSR20210817. PMID: 34017975; PMCID: PMC8202067.

Classifique esse post

3 visualizações

Comentarios


bottom of page