top of page

Dieta Vegetariana em Atletas: O que saber?

A demanda entre os atletas por dietas à base de plantas representa uma tendência crescente. Nos últimos anos, mais e mais atletas, incluindo atletas profissionais famosos, declararam seguir uma dieta vegetariana. Então, o que você profissional da saúde precisa levar em consideração?



Table of ContentsToggle

Diferentes Tipos de Dietas Seguidas por Atletas

Os atletas podem seguir vários tipos de dietas, dependendo de seus objetivos e requisitos específicos. Cada tipo de dieta tem suas vantagens e desvantagens, e é importante que os atletas escolham uma dieta que esteja de acordo com seus objetivos e necessidades.

Algumas dietas populares entre os atletas incluem:

  1. Dietas ricas em carboidratos: são dietas comumente seguidas por atletas de resistência, pois os carboidratos fornecem uma fonte rápida de energia para atividades físicas prolongadas.

  2. Dietas ricas em proteínas: essas dietas são frequentemente seguidas por atletas que buscam construir massa muscular ou se recuperar de lesões.

  3. Dietas cetogênicas: são dietas com baixo teor de carboidratos e alto teor de gordura, e são seguidas por alguns atletas para melhorar a resistência e a perda de peso.

  4. Vegetariana (dietas ovo-lacto-vegetarianas e veganas): essas dietas eliminam produtos de origem animal e geralmente podem ser seguidas por razões éticas, ambientais ou de saúde.

Uma dieta vegetariana atrapalha o desempenho do atleta?

Dietas bem planejadas são obrigatórias para obter o melhor desempenho, e a literatura disponível relata que aquelas que excluem todos os tipos de alimentos cárneos (carnes, aves, caça e frutos do mar) não possuem vantagens nem desvantagens, em comparação com dietas onívoras, para força e desempenho de exercícios anaeróbicos ou aeróbicos.

O que não pode faltar em uma dieta vegetariana?

É importante garantir uma variedade de alimentos ricos em nutrientes e calorias, e que os atletas prestem muita atenção para atender às suas necessidades diárias de nutrientes, como vitaminas B12 e D, ferro e ácidos graxos ômega-3. Tendo tudo isto em conta, não existem razões específicas ou evidências científicas que sugiram que uma dieta vegetariana deva ser diferente em termos de qualidade e quantidade, quando comparada com uma dieta onívora para um atleta.  Por isso, os princípios básicos de uma refeição esportiva vegetariana permanecem os mesmos de uma refeição não vegetariana, com a mesma necessidade de tempo, qualidade e quantidade de opções de macronutrientes, hidratação e suplementação.

Recomendações Nutricionais para o Atleta

Para apoiar o melhor desempenho atlético, as dietas devem ser baseadas no peso corporal e na massa corporal magra e caracterizadas por alto teor de carboidratos (3–12 g/kg/dia), teor moderado/alto de proteína (1,2–2 g /kg/dia) e 20-35% de gorduras balanceadas entre saturadas, monoinsaturadas e poliinsaturadas. 

Prática Clínica

Além de satisfazer as necessidades nutricionais do atleta e não interferir no desempenho esportivo, dietas vegetarianas bem planejadas (ou seja, ovo-lacto e vegana) podem ser benéficas para a saúde do atleta, neutralizando potencialmente seu maior risco no desenvolvimento de doenças.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Asker Jeukendrup: Periodização Nutricional para Atletas

Artigo: Baroni L, Pelosi E, Giampieri F, Battino M. The VegPlate for Sports: A Plant-Based Food Guide for Athletes. Nutrientes . 2023; 15(7):1746. https://doi.org/10.3390/nu15071746

Classifique esse post

3 visualizações

Comments


bottom of page