top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Disruptores Endócrinos: O que são e quais impactos na saúde?

Disruptores endócrinos são substâncias químicas naturais ou sintéticas presentes em diversos produtos do cotidiano, que podem interferir no funcionamento do sistema endócrino. Esses compostos químicos têm a capacidade de interferir no funcionamento normal do sistema endócrino tanto em seres humanos quanto em animais. As pessoas podem ser expostas a esses disruptores endócrinos por meio de suas ocupações ou pela exposição ambiental e dietética, como a presença dessas substâncias na água, solo e ar.



Table of ContentsToggle

Impactos dos Disruptores Endócrinos à Saúde 

O sistema endócrino é fundamental para a regulação e coordenação de diversas funções do corpo humano, controlando a produção e liberação de hormônios que desempenham um papel crucial em processos vitais. Portanto, qualquer interferência nesse sistema pode ter consequências graves para a saúde. A identificação de um grande número de produtos químicos como disruptores endócrinos levanta preocupações sobre os impactos na saúde pública. Essas substâncias estão presentes em produtos do cotidiano, como plásticos, pesticidas, produtos de limpeza, cosméticos e até mesmo em medicamentos. O contato contínuo e a exposição a esses compostos têm sido associados a uma série de problemas de saúde.

Pesquisas têm apontado que a exposição a disruptores endócrinos pode estar relacionada a distúrbios hormonais, problemas de reprodução, desenvolvimento anormal de órgãos e tecidos, além de aumentar o risco de certos tipos de câncer. Além disso, estudos sugerem que os efeitos dos disruptores endócrinos podem ser transgeracionais, afetando também a saúde das futuras gerações.

A gravidade desses impactos na saúde tem levado à busca por métodos de avaliação e predição dos efeitos dos disruptores endócrinos nas populações e comunidades. É essencial entender a vulnerabilidade e os fatores de risco para desenvolver estratégias e políticas adequadas que minimizem a exposição a essas substâncias. Apesar dos avanços na pesquisa em diversas áreas, a informação específica sobre os disruptores endócrinos ainda é limitada, especialmente em países em desenvolvimento. Para garantir um futuro mais saudável, é fundamental realizar estudos mais abrangentes e implementar mudanças políticas necessárias no controle dessas substâncias. Infelizmente, muitas vezes, políticas de regulamentação são adotadas tardiamente, e os danos causados podem ser extensos.

Prática Clínica 

Os profissionais de saúde têm um papel fundamental na avaliação dos pacientes expostos a essas substâncias, identificando os sintomas e sinais relacionados aos distúrbios hormonais. A investigação com os pacientes é fundamental para compreender a exposição individual a essas substâncias e seus efeitos sobre o sistema endócrino. É fundamental a implementação de medidas preventivas e tratamentos adequados, buscando minimizar os danos causados pelos disruptores endócrinos e promovendo uma melhor qualidade de vida para os pacientes afetados por essas substâncias nocivas.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Rita Castro: Os alimentos e os telômeros 

Artigo – Disruptores endorcrinos – Kabir ER, Rahman MS, Rahman I. A review on endocrine disruptors and their possible impacts on human health. Environ Toxicol Pharmacol. 2015;40(1):241-258. doi:10.1016/j.etap.2015.06.009

Classifique esse post

9 visualizações

Comments


bottom of page