top of page

Efeitos da N-acetilcisteína (NAC) no Sono

O cérebro acumula estresse oxidativo como consequência da privação do sono, por isso o sono é um importante mecanismo de recuperação e reparação para o organismo. 

Sabendo da má qualidade de sono da sociedade atualmente, a administração de N-acetilcisteína (NAC) pode ajudar a aumentar diretamente a capacidade antioxidante, por meio da síntese de glutationa, facilitando a diminuição do estresse oxidativo dependente do sono.



Table of ContentsToggle

Qual benefício do consumo de NAC para o sono?

Os estudos mostraram que animais expostos ao NAC adormeceram e entraram no sono profundo mais rapidamente. Esses efeitos podem ser consequência dos processos moleculares relacionados à homeostase do sono, uma vez que a glutationa é um regulador dos ciclos sono/vigília. 

Dessa forma, o NAC altera a distribuição da profundidade do sono aumentando a intensidade inicial do sono sem prejudicar o despertar. Esses dados são compatíveis com a hipótese de que o aumento de NAC e glutationa geralmente reduz as necessidades de sono por diminuir o estresse oxidativo celular.

Vale ressaltar que o uso no NAC também se mostrou positivo na patogênese da esquizofrenia, pois o cérebro esquizofrênico é constitutivamente vulnerável a estresse oxidativo.

Qual o melhor horário para suplementar?

Dessa forma, para os antioxidantes tomados com o objetivo de direcionar e proteger o cérebro e melhorar a qualidade do sono, a eficácia terapêutica máxima ocorrerá quando o antioxidante for administrado em um momento que a necessidade de sono é maior, ou seja, logo antes de dormir.

NAC vs. Sono

Os efeitos da NAC sobre o sono não são necessariamente consequência exclusiva de sua participação nas reações redox e antioxidantes relacionadas à glutationa. O potencial terapêutico da NAC também modula a neurotransmissão glutamatérgica no cérebro, ou seja, diminui a atividade excitatória dos neurônios. 

Outros mecanismos relevantes de reparo/proteção ao estresse oxidativo do NAC também podem ser relevantes e vale a pena explorar, como a eliminação de radicais livres, induz a neurogênese, reduz a apoptose mitocondrial, reduz a neurotransmissão glutamatérgica, e quelatos de metais como uma forma de proteção contra o estresse oxidativo.

Prática Clínica

Os estudos demonstram que a N-acetilcisteína modula o ciclo sono-vigília: reduzindo a latência para o início e aumentando o tempo de sono profundo. O efeito promotor do sono da N-acetilcisteína pode contribuir para seu potencial terapêutico na esquizofrenia e outras condições neuropsiquiátricas, desde que seja administrado ao deitar. 

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Omar de Faria: Ciclo Circadiano: Como Funciona?

Bushana PN, Schmidt MA, Chang KM, Vuong T, Sorg BA, Wisor JP. Effect of N-Acetylcysteine on Sleep: Impacts of Sex and Time of Day. Antioxidants. 2023; 12(5):1124.

Classifique esse post

9 visualizações

留言


bottom of page