top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Exercício físico é remédio para o câncer?

Apesar dos inúmeros benefícios que a prática de exercícios físicos exerce na prevenção, tratamento e controle do câncer, o incentivo a sua realização ainda é limitado, visto que, as diferenças nas orientações são grandes, principalmente entre os médicos. Dessa forma, elencamos aqui as principais orientações de como o exercício físico pode ser um remédio no combate ao câncer. 



Table of ContentsToggle

O papel da equipe médica no incentivo a prática de atividade física

A prática de exercícios físicos auxilia não só na redução da carga tumoral total, mas também na taxa de mortalidade, dificultando a recidiva da doença, principalmente contra o câncer de próstata, mama e cólon. De 12 a 47% apenas dos pacientes oncológicos atendem às recomendações mínimas de atividade física. Sabe-se que a realização depende de muitos fatores, a exemplo do local em que o tumor encontra-se. Porém, dados mostram que, 18% dos sobreviventes ao câncer possuíam interesse em se exercitar, mas, não haviam recebido nenhum tipo de orientação por parte da equipe médica. 

Dentre os motivos para a baixa recomendação médica de exercícios físicos, está a incerteza da segurança e efetividade de tal prática. Tendo isso em vista, o  Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM) propôs uma atualização nas diretrizes de orientação para exercícios contra o câncer o Exercise Is Medicine (EIM) direcionado para médicos e profissionais da área da saúde com vistas a esclarecer e fomentar que esta categoria estimule a população oncológica a praticar algum tipo de exercício. 

Quais são os benefícios?

Estudos demonstram que o exercício físico melhora a saúde óssea, atua na prevenção  de osteoporose, transtornos depressivos e de ansiedade, reduz fadiga, melhora o sono e aprimora as funções cognitivas. Embora, em menor grau, existem evidências de que ao se praticar algum exercício, o nível de cardiotoxicidade e neuropatia periférica induzida por quimioterapia também reduz. 

Que tipo de exercício indicar?

A elaboração e o acompanhamento da prática de atividade física compete ao Educador Físico. Porém, os profissionais de saúde em especial os médicos precisam compreender quais efeitos o exercício exerce no corpo e como deve ser realizado, para assim endossar sua orientação.  A atividade aeróbica feita 3 x por semana pelo tempo de 30 minutos já apresenta benefícios no combate à doença. Além disso, o exercício resistido também possui suas vantagens, feito de 8 a 15 repetições com número pequeno  de séries a cada grupo muscular e progressão lenta da carga, apresenta influência positiva no prognóstico da doença.

Prática Clínica

Desse modo, é notável que o exercício físico é um potente remédio para aqueles que desejam prevenir, tratar e evitar a recidiva do câncer. É de suma importância que os profissionais de saúde estejam aptos a sanarem as dúvidas dos pacientes em relação a segurança e eficiência de tal prática a fim de assegurar o abandono aos hábitos sedentários. 

Assim, de maneira prática, cabe ao oncologista acolher, aconselhar e orientar a realização de exercícios aeróbios a exemplo da caminhada, dança e também os exercícios de musculação que devem ser indicados aos pacientes habilitados a se exercitar, pelo menos, 3 vezes por semana. 

Artigo: Exercício é medicina em oncologia: SCHMITZ, Kathryn H.; CAMPBELL, Anna M.; STUIVER, Martijn M.; PINTO, Bernardine M.; SCHWARTZ, Anna L.; MORRIS, G. Stephen; LIGIBEL, Jennifer A.; CHEVILLE, Andrea; GALVÃO, Daniel A.; ALFANO, Catherine M.. Exercise is medicine in oncology: engaging clinicians to help patients move through cancer. Ca: A Cancer Journal for Clinicians, [S.L.], v. 69, n. 6, p. 468-484, 16 out. 2019. Wiley. http://dx.doi.org/10.3322/caac.21579.

Classifique esse post

2 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Exercício físico na prevenção e gestão do câncer

Se você quer saber se o exercício físico tem relação com a prevenção e gestão do câncer, saiba antes que o câncer é um problema mundial e impõe uma grande preocupação ao redor do mundo. Em 2018, o núm

Comentarios


bottom of page