top of page

Exercício Físico para Hipertensão Arterial em Idosos

A hipertensão é uma das doenças silenciosas que acometem a maioria da população mundial, também conhecida como “pressão alta”. A pressão arterial, por sua vez, é responsável por empurrar o sangue bombeado pelo coração, pelas artérias, levando o suprimento necessário aos demais órgãos, sendo que quando a pressão está “alta”, o coração faz mais força para bombear o sangue, porque com a idade as artérias ficam menos complacentes e oferecem mais resistência à sua passagem. Esta força pode acarretar lesões nas paredes das artérias, e resultar em um derrame, insuficiência cardíaca e a insuficiência renal.

Entretanto, o exercício físico é uma das principais formas de prevenção e terapia utilizada para o paciente hipertenso, pois reduz a pressão arterial (PA) e os fatores de risco cardiovasculares, diminuindo as taxas de morbimortalidade por essa causa.



Table of ContentsToggle

O que a literatura científica aponta sobre o impacto do exercício nesse caso?

Com isso, a revisão sistemática intitulada “Effects of exercise on hypertension control in older adults: systematic review”, incluiu 12 estudos, que analisaram os efeitos do exercício aeróbio e resistido no perfil antropométrico e respostas cardiovasculares de idosos portadores de hipertensão arterial sistêmica (HAS).

O protocolo de treinamento teve frequência semanal de três vezes e duração de seis meses. Desenvolvido de forma concêntrica e excêntrica para membros superiores, tronco e membros inferiores, constituído de oito estações, cada uma composta por três séries completas de dez repetições cada, realizadas em ritmo moderado.

Após seis meses de treinamento, os autores constataram que a utilização de um programa de treinamento físico baseado em exercícios aeróbios associados a exercícios de resistência (circuito com pesos), resultou em reduções significativas na pressão arterial média (PAM) e frequência cardíaca (FC) de repouso, acompanhados de uma redução linear no percentual de gordura corporal (%GC) de idosos hipertensos.

Prática Clínica

Com base nos achados da presente revisão, é possível identificar que o exercício físico aeróbico é uma ferramenta eficaz no tratamento da população de hipertensos idosos. O treinamento supervisionado, e com intensidade moderada, parece gerar mais benefícios do que os de alta intensidade, para tais reduções na pressão arterial. E isso também pode permitir que o paciente fique menos dependente de fármacos.

Referências Bibliográficas

NOGUEIRA, Ingrid Correia; SANTOS, Zélia Maria de Sousa Araújo; MONT’ALVERNE, Daniela Gardano Bucharles; MARTINS, Aline Barbosa Teixeira; MAGALHÃES, Clarissa Bentes de Araujo. Efeitos do exercício físico no controle da hipertensão arterial em idosos: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, [S.L.], v. 15, n. 3, p. 587-601, set. 2012. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1809-98232012000300019.

Classifique esse post

1 visualização

Comments


bottom of page