top of page

Ferramentas de Coaching para a Verdadeira Adesão do Paciente

Na área da saúde, houve significativo avanço no diagnóstico, conhecimento sobre doenças e medicamentos. No entanto, muitas pessoas continuam enfrentando doenças não transmissíveis, frequentemente relacionadas ao estilo de vida. Um dos grandes desafios da prática clínica é a recorrência de peso em 50% das pessoas dentro de um ano, e a falta de adesão em 75% dos programas de mudança de estilo de vida.


Ao compararmos a adesão a diferentes tipos de dietas, observamos que as dietas veganas e vegetarianas têm a maior adesão, enquanto as dietas para perda de peso apresentam menor engajamento. Isso se deve ao aspecto ético presente nas primeiras, em contraste com a motivação mais pessoal nas segundas, o que impacta a autoeficácia do paciente, um fator determinante para a perda de peso e sua manutenção.


Fundamentos para uma Vida Saudável


Em relação ao estilo de vida, seis pilares são fundamentais: exercício, nutrição, sono, resiliência ao estresse, conexões sociais positivas e evitar substâncias prejudiciais, como álcool e tabaco. A combinação da dieta com esses fatores, como a prática de atividade física, aumenta a adesão ao plano alimentar. Por exemplo, a falta de sono adequado pode aumentar a motivação para ingerir alimentos calóricos, enquanto o consumo de álcool pode levar a um aumento da fome e do consumo calórico diário.


Para o profissional de saúde, é essencial identificar esses fatores para auxiliar o paciente com técnicas de meditação, alimentação consciente e higiene do sono, facilitando a adesão ao plano alimentar. Educar o paciente sobre hábitos alimentares ruins, como comer na frente de telas ou enquanto está em pé, pode ajudá-lo a reconectar-se com a percepção de fome e saciedade, cultivando uma relação mais consciente com a comida.


Para mudar um hábito, é crucial que as pessoas sintam que pertencem a esse novo padrão. Portanto, se o paciente enfrentar dificuldades para seguir o plano alimentar, o nutricionista deve considerar as fases de prontidão para a mudança, como a pré-contemplação, contemplação, preparação, ação e manutenção, adaptando sua abordagem de acordo com as necessidades do paciente em cada etapa.


Lidando com a Resistência do Paciente


O profissional deve também aprender a lidar com a resistência, uma força psicológica que surge no paciente quando ele não aceita a influência que estão tentando exercer sobre ele e seu comportamento, utilizando técnicas de coaching. Isso pode ser alcançado seguindo algumas diretrizes:


1 - Seja empático

2 - Alinhe a motivação do paciente

3 - Construa confiança

4 - Estabeleça objetivos inteligente

5 - Seja parceiro do seu paciente, com escuta e presença. 


Além disso, é importante considerar as condições econômicas e sociais do paciente. Estabeleça metas específicas, mensuráveis, alcançáveis e relevantes, e defina um prazo para alcançá-las.

Prática Clínica


Na prática, a adesão aos programas de mudança de estilo de vida continua sendo um desafio, especialmente em relação à perda de peso. Dietas veganas e vegetarianas mostram maior adesão devido a aspectos éticos, enquanto dietas de emagrecimento enfrentam menor engajamento, influenciado pela motivação pessoal do paciente. Para promover uma vida saudável, é essencial considerar seis pilares: exercício, nutrição, sono, resiliência ao estresse, conexões sociais e evitar substâncias prejudiciais. O profissional deve identificar esses fatores e auxiliar o paciente com técnicas como meditação e alimentação consciente, adaptando a abordagem de acordo com as fases de prontidão para mudança. Lidiar com a resistência do paciente requer empatia, alinhamento de motivação, construção de confiança e estabelecimento de metas específicas, considerando suas condições econômicas e sociais.


Continue Estudando...





Referências Bibliográficas


Cruwys T, Norwood R, Chachay VS, Ntontis E, Sheffield J. "An Important Part of Who I am": The Predictors of Dietary Adherence among Weight-Loss, Vegetarian, Vegan, Paleo, and Gluten-Free Dietary Groups. Nutrients. 2020 Apr 1;12(4):970. doi: 10.3390/nu12040970. PMID: 32244576; PMCID: PMC7231009.

Comments


bottom of page