top of page

Gerenciando a Síndrome do Intestino Irritável (SII) com Nutrição, Atividade Física e Suplementação

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é uma condição complexa e muitas vezes frustrante que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Caracterizada por dor abdominal, inchaço e mudanças nos hábitos intestinais, pode ser desafiador de administrar. Embora não haja uma solução única para todos, uma combinação de nutrição adequada, atividade física e suplementação pode ajudar as pessoas com SII a melhorarem a qualidade de vida. 

A SII é uma desordem gastrointestinal funcional, e seu diagnóstico é baseado nos critérios de Roma IV. Os sintomas podem incluir dor abdominal, constipação, diarreia e inchaço. É uma condição mais comumente diagnosticada em mulheres e muitas vezes pode estar associada também à ansiedade e depressão. Apesar da prevalência da SII, sua causa exata permanece incerta, e seus sintomas podem variar em intensidade e frequência.



Table of ContentsToggle

Nutrição na Síndrome do Intestino Irritável

A nutrição desempenha um papel crucial no gerenciamento dos sintomas da SII. Muitas pessoas com SII associam a gravidade de seus sintomas às escolhas alimentares. Embora recomendações nutricionais claras para a SII ainda estejam em evolução, o Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados sugere uma abordagem racional para a nutrição. Uma dieta com baixo teor de FODMAP pode ser considerada, mas seu uso a longo prazo deve ser supervisionado para evitar possíveis deficiências nutricionais.

É importante observar que algumas dietas não convencionais, como dietas isentas de lactose ou glúten, carecem de evidências sólidas de eficácia e podem até levar a deficiências nutricionais. Portanto, é essencial que pessoas com SII se concentrem em uma nutrição equilibrada que inclua todos os grupos alimentares.

Atividade Física na Síndrome do Intestino Irritável

A atividade física regular desempenha um papel crucial no apoio à terapia da SII. O exercício físico tem efeitos positivos na saúde geral, nas funções corporais, no bem-estar e no humor. Também pode oferecer benefícios em termos de gravidade e frequência dos sintomas da SII. Incorporar exercícios na rotina diária pode melhorar a qualidade de vida e ajudar no controle dos sintomas da SII.

No entanto, para pacientes com SII, são recomendadas atividades suaves, lentas e de baixa intensidade, como caminhada, ioga, ciclismo, natação e aeróbica. Também é necessário realizar mais pesquisas para determinar quais atividades são mais benéficas e têm impacto no bem-estar e na qualidade de vida dos pacientes com SII. No entanto, apesar da quantidade limitada de pesquisas disponíveis, os indivíduos com SII devem ser incentivados a praticar atividade física regular.

Suplementação para Síndrome do Intestino Irritável

Além de mudanças na dieta e atividade física, a suplementação pode ser um elemento de apoio na terapia da SII. Suplementos como probióticos, psyllium e vitamina D têm mostrado resultados promissores na redução de sintomas, no aumento do bem-estar e na melhoria da qualidade de vida. No entanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar definitivamente sua eficácia.

As terapias que envolvem preparações probióticas podem produzir efeitos terapêuticos significativos no tratamento da SII. Os probióticos, ao modificarem a microbiota intestinal, podem ter um impacto benéfico nos sintomas gastrointestinais e no funcionamento do trato digestivo, melhorando assim o bem-estar dos indivíduos com SII, a sua qualidade de vida e a sua experiência de ansiedade.

Considerando os efeitos da casca de psyllium e as orientações da Associação Canadense de Gastroenterologia, o uso de preparações contendo este ingrediente deve ser recomendado entre pacientes com SII. De acordo com a investigação existente, a sua utilização é segura e produz efeitos positivos no tratamento dos sintomas da SII. Porém, ao recomendar o uso da casca de psyllium, é importante lembrar os pacientes de aumentar a ingestão de líquidos (pelo menos 2 L por dia), pois é crucial para o bom funcionamento da casca de psyllium.

Devido à síntese limitada na pele e à ingestão alimentar muito baixa, a suplementação de vitamina D é recomendada para todos. A dosagem preventiva recomendada varia de 800–2.000 UI por dia. É particularmente importante prestar atenção à ocorrência de deficiências de vitamina D entre pacientes com SII e recomendar a suplementação de vitamina D neste grupo, pois a inclusão de suplementos pode ter efeitos positivos no curso da doença. A suplementação pode aliviar os sintomas da SII e melhorar a qualidade de vida.

Prática Clínica 

O manejo da Síndrome do Intestino Irritável (SII) exige uma abordagem personalizada. Os profissionais de saúde devem trabalhar em estreita colaboração com os pacientes para desenvolver estratégias que atendam às necessidades individuais e aos sintomas específicos. A consideração de uma dieta com baixo teor de FODMAP pode ser útil, desde que seja supervisionada para evitar deficiências nutricionais. Além disso, incentivar a prática regular de atividade física, pode contribuir para a melhoria do bem-estar e da qualidade de vida do paciente. Quando apropriado, a suplementação com probióticos, psyllium e vitamina D pode ser incorporada ao plano de tratamento. A chave é criar uma estratégia individualizada que leve em consideração a complexidade da SII e os fatores únicos de cada paciente, proporcionando um caminho para minimizar os impactos da condição e recuperar o controle sobre a saúde digestiva.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Karina Al Assal: Intestino irritável e estratégias FODMAP

Artigo: SII – Radziszewska M, Smarkusz-Zarzecka J, Ostrowska L. Nutrition, Physical Activity and Supplementation in Irritable Bowel Syndrome. Nutrients. 2023; 15(16):3662. https://doi.org/10.3390/nu15163662

Classifique esse post

14 visualizações

Comments


bottom of page