top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Influência da Vitamina D na Performance Esportiva

A vitamina D já é conhecida pelo seu papel na saúde óssea, porém ela apresenta diversas outras funções, entre elas está a sua contribuição na performance esportiva. Sendo que, sua deficiência, além de contribuir para alguns transtornos, também pode comprometer o desempenho. Em uma metanálise de 2014, realizada por Farrokhyar et al,  foram avaliadas publicações relatando um total de 2.313 atletas profissionais, e nela se constatou que 56% dos atletas apresentaram concentração inadequada de 25(OH)D.



Table of ContentsToggle

Deficiência de Vitamina D e Performance Esportiva

A deficiência pode causar déficits na força e levar à degeneração das fibras musculares do tipo II, que se correlacionam negativamente com o desempenho físico. Além disso, receptores nucleares de vitamina D foram encontrados no miocárdio, o que mostra que o calcitriol (forma ativa da vitamina D) pode estar associado ao consumo máximo de oxigênio (VO2max) por meio da capacidade de transporte de oxigênio e a utilização de oxigênio em vários tecidos. No estudo de Forney et al. , eles estudaram um grupo de estudantes fisicamente ativos e observaram que aqueles com níveis de vitamina D > 35 ng/mL apresentaram níveis de VO2máx significativamente mais elevados do que aqueles com níveis mais baixos de 25(OH)D. (KSIĄŻEK, 2019).

Outras funções foram atribuídas ao calcitriol como a regulação da síntese de proteínas musculares, diferenciação celular e proliferação celular. Os dados mostram que a deficiência de vitamina D afeta negativamente a função muscular e contribui para a fraqueza muscular proximal com redução nas fibras musculares tipo II. Enquanto observa-se que com a suplementação foi observado o aumento do tamanho das fibras musculares e a porcentagem de receptores nucleares nas fibras do tipo II. 

Prática Clínica

A vitamina D apresenta diversos efeitos benéficos na saúde além de apresentar relevância no desempenho esportivo. Alguns estudos demonstraram sua importância na área, ressaltando sua contribuição no consumo máximo de oxigênio e na regulação da síntese de proteínas musculares. Assim, de acordo com as diretrizes de suplementação, para alcançar os efeitos desejáveis, os valores de 25(OH)D devem ser mantidos no nível alvo de 30 ng/mL. E a escolha adequada da dose depende do estado de saúde do indivíduo (peso corporal, idade, doenças anteriores e atuais e etnia). 

Referências Bibliográficas

Sugestão de Leitura: Vitamina D

Knechtle B, Nikolaidis PT. Vitamin D and Sport Performance. Nutrients. 2020; 12(3):841. https://doi.org/10.3390/nu12030841

Classifique esse post

7 visualizações

Commentaires


bottom of page