top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Mio-Inositol e Diabetes Gestacional: Há relação?

A diabetes gestacional mellitus é uma complicação que afeta cada vez mais mulheres grávidas. Devido ao risco de resultados adversos tanto para a mãe quanto para o feto, um diagnóstico e tratamento adequados são essenciais. Um exemplo promissor pode ser a suplementação de mio-inositol. Estudos mostram que o mioinositol pode reduzir o risco de desenvolver diabetes gestacional melhorando a sensibilidade à insulina.



Table of ContentsToggle

Diabetes Gestacional vs. Mio-Inositol

A prevenção da diabetes gestacional é muito importante, uma vez que níveis elevados de glicose podem levar a distúrbios na estrutura, função e desenvolvimento do feto. Portanto, manter níveis normais de glicose durante a gravidez é crucial.

O mioinositol está envolvido em muitos processos biológicos, como crescimento e sobrevivência das células, desenvolvimento e função do sistema nervoso periférico, osteogênese, redução do LDL-colesterol e triglicerídeos, e aumento do HDL-colesterol. Ele também desempenha um papel importante na reprodução, melhorando a qualidade dos oócitos, restaurando a ovulação e a fertilidade, diminuindo a hiperandrogenismo e a resistência à insulina.

Embora o mecanismo molecular das ações do mio-inositol não seja completamente compreendido, acredita-se que ele se ligue à glucosamina para criar inositol-fosfoglicano da adenosina monofosfato quinase (IPG-A), o que leva a um aumento na síntese de ácidos graxos, inibindo a quinase de proteína dependente de c-AMP e a adenilato ciclase. Além disso, acredita-se que o mioinositol, devido às suas qualidades semelhantes à insulina, ative a translocação do GLUT-4 para a membrana plasmática e, em seguida, aumente o transporte de glicose através do GLUT-4 para as células. De acordo com essas teorias, o mioinositol poderia reduzir a resistência à insulina na gravidez, e a suplementação de mioinositol poderia aumentar a ação da insulina endógena.

Ação do Mio-Inositol na Diabetes Gestacional

Estudos indicam que a suplementação reduz a taxa de diabetes gestacional tanto em mulheres com sobrepeso e obesidade quanto em mulheres com histórico familiar.  Alguns estudos sugerem que o inositol pode desempenhar um papel no controle glicêmico, pois, em estados de resistência à insulina, como diabetes gestacional e síndrome do ovário policístico, houve um aumento na excreção urinária de metabólitos de inositol, o que foi positivamente associado aos níveis de glicose no sangue. Os autores desses estudos indicaram que a suplementação pode ter um efeito sensibilizador à insulina.

Além disso, revisões sistemáticas e meta-análises também destacam o papel significativo do mio-inositol na prevenção da diabetes e na melhoria da resistência à insulina. Portanto, o mio-inositol pode reduzir a incidência de diabetes gestacional. Apesar dessas vantagens, atualmente não existem recomendações para o uso de mio-inositol em mulheres em idade reprodutiva. 

Embora os ensaios clínicos randomizados que investigam o efeito da suplementação no risco de diabetes gestacional tenham apresentado resultados encorajadores na melhoria da resistência à insulina, são necessários estudos multicêntricos em populações maiores, comparando o mioinositol com placebo, dieta e exercícios, e interferências farmacológicas, em ensaios clínicos randomizados controlados e duplo-cegos para determinar o uso rotineiro de mio-inositol. 

Prática Clínica

Embora haja evidências promissoras sobre o papel na prevenção da diabetes gestacional, é importante ressaltar que atualmente não existem recomendações claras para o uso rotineiro na prática clínica. Apesar dos estudos indicarem benefícios potenciais, são necessárias mais pesquisas, incluindo ensaios clínicos controlados e duplo-cegos em larga escala, para determinar a eficácia, a dose ideal, a frequência e o momento adequado de suplementação, bem como para avaliar possíveis efeitos adversos. Portanto, é essencial que os profissionais de saúde consultem as diretrizes atuais e discutam individualmente com suas pacientes os potenciais benefícios na prevenção da diabetes gestacional, levando em consideração o contexto clínico específico de cada paciente.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Carolina Meireles: O quarteto da felicidade

Sobota-Grzeszyk A, Kuźmicki M, Szamatowicz J. Myoinositol in the Prevention of Gestational Diabetes Mellitus: Is It Sensible?. J Diabetes Res. 2019;2019:3915253. Published 2019 Dec 7. doi:10.1155/2019/3915253

Classifique esse post

60 visualizações

Comments


bottom of page