top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Como os Carboidratos Influenciam o Desempenho Esportivo

O desempenho esportivo é um equilíbrio delicado entre a demanda energética e a disponibilidade de recursos para suprir essa necessidade. Assim, os carboidratos assumem um papel determinante em todas as fases de uma competição esportiva, desde o início até o pós-evento, influenciando diretamente a capacidade do atleta em executar movimentos físicos de forma eficiente e sustentada. Desse modo, veja a seguir como o carboidrato pode contribuir para o desempenho atlético de esportistas.



Table of ContentsToggle


Bioquímica dos Carboidratos

A contração muscular, pedra angular de qualquer movimento físico, depende fortemente da disponibilidade de energia. Além disso, o trifosfato de adenosina (ATP) fornece energia, sendo considerado a moeda energética das células. Durante a atividade muscular, a demanda por ATP é constante e intensa. Desse modo, quando o ATP é consumido, transforma-se em adenosina difosfato (ADP), liberando energia para sustentar as contrações musculares. Assim, o ATP se configura como o combustível transitório que alimenta o movimento, sendo sua produção constante notável.

Os carboidratos são protagonistas nesse processo, podendo mobilizar diversas fontes para gerar essa molécula vital.Estes podem ser degradados de diversas maneiras, liberando glicose que, por sua vez, é convertida em ATP através de processos metabólicos. Ademais, em competições esportivas intensas, os carboidratos emergem como uma fonte de energia primordial, dada sua capacidade de serem rapidamente metabolizados e transformados em ATP.

A síntese de glicogênio a partir da nutrição se revela como um fator crítico para atletas. Desse modo, a ingestão de proteínas aliada aos carboidratos se destaca como uma estratégia prática para aprimorar o armazenamento de glicogênio. No entanto, pesquisas futuras devem explorar outros fatores que potencializem a taxa de síntese e armazenamento de glicogênio, especialmente em cenários de restrição de ingestão de carboidratos.


Nutrição Esportiva – Carboidratos vilões ou mocinhos?

A quantidade, o momento e o tipo de ingestão de carboidratos influenciam significativamente a taxa de armazenamento de glicogênio muscular. A chamada “janela de oportunidade” para a reposição pós-exercício destaca a importância da ingestão imediata de carboidratos para otimizar a recuperação.

Além disso, a escolha do tipo de carboidrato também impacta no processo de síntese de glicogênio. Estudos apontam que glicose e sacarose são mais eficazes do que frutose nesse contexto, uma vez que induzem respostas mais elevadas de glicose sanguínea e insulina. Consumir carboidratos cerca de uma hora antes do exercício demonstra trazer benefícios notáveis para o desempenho atlético. Essa prática não só fornece uma fonte imediata de energia, como também permite que parte dos carboidratos seja armazenada como glicogênio no fígado, liberando-o gradualmente durante o exercício.


Prática Clínica

Os carboidratos atuam de forma muito positiva e incontestável no desempenho esportivo. Sua ingestão, tanto antes quanto após o exercício, influencia diretamente a capacidade do atleta em manter um nível de energia ótimo. Todavia, é importante ressaltar que é necessário personalizar as recomendações, levando em consideração as particularidades de cada indivíduo e os objetivos específicos de treinamento. Portanto, ao compreender e aplicar essas diretrizes, os atletas podem potencializar seu desempenho e alcançar resultados cada vez mais expressivos em suas modalidades esportivas.


Referências 


JEUKENDRUP, Asker E.; WAGENMAKERS, Anton J. M.; STEGEN, Jos H. C. H.; GIJSEN, Annemie P.; BROUNS, Fred; SARIS, Wim H. M.. Carbohydrate ingestion can completely suppress endogenous glucose production during exercise. American Journal Of Physiology-Endocrinology And Metabolism, [S.L.], v. 276, n. 4, p. 672-683, 1 abr. 1999. American Physiological Society.

JEUKENDRUP, Asker E.; MOSELEY, Luke; MAINWARING, Gareth I.; SAMUELS, Spencer; PERRY, Samuel; MANN, Christopher H.. Exogenous carbohydrate oxidation during ultraendurance exercise. Journal Of Applied Physiology, [S.L.], v. 100, n. 4, p. 1134-1141, abr. 2006. American Physiological Society.


Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page