top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Ornitina e Citrulina: Suplementação necessária?

A suplementação de ornitina e de citrulina por indivíduos jovens e saudáveis é cada vez mais frequente. Esses dois aminoácidos são encontrados em sua forma livre em fontes não protéicas e quando adicionados aos suplementos, muitas são as alegações acerca dos seus efeitos. Porém, será que na prática a suplementação de ornitina e de citrulina é realmente necessária? Descobriremos a seguir. 



Table of ContentsToggle

Funcionalidade da Suplementação de Ornitina e Citrulina

Inicialmente, segundo o Banco de Dados de Rótulos de Suplementos Dietéticos, adição da ornitina a um produto pode possuir diversas alegações, como por exemplo a melhora do sono, da função hepática, queima de gordura e ganho de massa muscular. Além disso, outras alegações presentes nos rótulos são a melhora da pele através da formação do colágeno com a biossíntese  a partir do precursor da poliamina. Já a ornitina, está associada geralmente a prioris que contenham a L-arginina e/ou a L-citrulina,  em sua maioria é encontrada na forma de cloridrato de ornitina.

Efeitos Desejados da Ornitina e Citrulina

Além disso, a ornitina é também amplamente consumida por  participar da regulação e  elevação das concentrações de insulina, o que estimula a secreção do GH, efeito bastante desejado por atletas fisiculturistas. Nesse sentido, a ornitina e a citrulina estão envolvidos no ciclo da ureia, no qual juntamente com outros aminoácidos, exercem papel na desintoxicação dos níveis de  amônia. Assim, uma das principais finalidade de uso é o aumento das concentrações séricas de arginina, carreador fundamental da amônia, o que causa consequente  melhora do desempenho.

Utilização e Fontes Alimentares de Ornitina e Citrulina

 A utilização de L-ornitina e L-carnitina para aumentar a produção de arginina e do óxido nítrico, proporciona importante regulação no fluxo sanguíneo durante o exercício, melhora o transporte de oxigênio, maior captação de nutrientes para os músculos, melhor utilização da glicose e consequentemente, maior resistência ao esforço e maior  potência.  A citrulina está amplamente presente em alimentos  como a melancia, melão e pepino. Já a ornitina pode ser encontrada no atum e no chá verde, por exemplo. Essas fontes alimentares são fáceis de serem inseridas no cotidiano do paciente, possuem baixo custo e um elevado valor nutricional. Embora as doses seguras de suplementação a longo prazo ainda não sejam bem estabelecidas. Nesse sentido, pesquisas indicam que  o valor de 12 g por dia para citrulina e de 24 g dias para o cloridrato de ornitina são indicados por um período de 4 semanas sem que efeitos adversos ocorram.

Prática Clínica

Portanto, a suplementação de ornitina e de citrulina é necessária para diversos casos, principalmente, para os atletas de alto rendimento que buscam melhora da performance. O consumo de L-ornitina e L-carnitina pode melhorar a fadiga muscular central, sem que se exija um efeito dose dependente. Logo, doses mais baixas de 6 a 10 gramas são indicadas para o início da suplementação, podendo ser elevadas nas mais diversas fases do treinamento e nas competições.  

Referências Bibliográficas

Miura, N., Morishita, K., Yasuda, T. et al. Ensaios de tolerância subcrônica de suplementação oral graduada com cloridrato de ornitina ou citrulina em adultos saudáveis. Amino Acids 55 , 299–311 (2023). https://doi.org/10.1007/s00726-022-03227-4

Classifique esse post

2 visualizações

Comments


bottom of page