top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Quais fatores nutricionais interferem na fertilidade masculina?

Segundo alguns dados, a qualidade do sêmen humano deteriorou-se de 50% a 60% nos últimos 40 anos. Uma dieta rica em gordura e a obesidade, resultante de um estilo de vida pouco saudável, afeta a estrutura dos espermatozóides, assim como o desenvolvimento da prole e sua saúde em fases posteriores da vida.

Em indivíduos obesos, observa-se distúrbios no eixo hipotálamo-hipófise-gonadal, bem como níveis elevados de estrogênio com diminuição simultânea de testosterona. Modelos de dieta saudável se correlacionam claramente com uma melhor qualidade do esperma e um risco menor de anormalidades em parâmetros como contagem de esperma, concentração e motilidade espermática. Além de componentes minerais como zinco e selênio, o papel de ácidos graxos ômega-3 e vitaminas antioxidantes devem ser enfatizadas, pois sua ação será baseada principalmente na minimização do estresse oxidativo e do processo inflamatório. Adicionalmente, a incorporação de suplementos de carnitina e coenzima Q10 em intervenções terapêuticas também parece promissor. 



Table of ContentsToggle

Alimentação e fertilidade masculina 

A dieta ocidental é caracterizada por uma alta ingestão de proteínas animais, ácidos graxos saturados e trans e carboidratos simples, bem como um baixo suprimento de fibra dietética e ácidos graxos insaturados essenciais. Além disso, é hipercalórica, pró-inflamatória e com baixa densidade nutricional.

Uma dieta rica em alimentos processados ​​e de acordo com algumas fontes, carne vermelha, laticínios gordurosos, café, álcool e doces, simultaneamente, deficiente em grãos integrais vegetais e frutas, aves, peixes e frutos do mar, nozes e laticínios está associado a parâmetros de sêmen mais pobres e fertilidade reduzida.  Uma dieta rica em gordura e a obesidade, promovidas por um estilo de vida pouco saudável, afetam a estrutura dos espermatozóides. Diante disso,  padrões alimentares inadequados, como omissões de refeições, ingestão insuficiente de antioxidantes e alta densidade energética foram observados em homens inférteis.

A nutrição pode afetar negativamente e positivamente a qualidade do sêmen. A dieta deve incluir vegetais e frutas, peixes e frutos do mar, nozes, sementes, grãos integrais e produtos ricos em fibras. Além disso, aves e laticínios com baixo teor de gordura. Por outro lado, o baixo consumo de frutas, legumes e produtos com potencial antioxidante e alto aporte calórico pode ser prejudicial. Assim como uma dieta rica em ácidos graxos saturados e gorduras trans, baixo consumo de peixe, e uma alta proporção de carne vermelha e processada têm um impacto negativo na qualidade do sêmen. Tudo isso pode contribuir para a redução da fertilidade masculina. Portanto, uma modificação do estilo de vida, principalmente no que diz respeito à alimentação, parece ser indispensável no que diz respeito à infertilidade masculina associada à qualidade do sêmen.

Referências bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Omar de Faria: Mitocôndrias e infertilidade

Artigo: Fertilidade masculina – Skoracka K, Eder P, Łykowska-Szuber L, Dobrowolska A, Krela-Kaźmierczak I. Diet and Nutritional Factors in Male (In)fertility-Underestimated Factors. J Clin Med. 2020;9(5):1400. Published 2020 May 9. doi:10.3390/jcm9051400

Classifique esse post

3 visualizações

Comments


bottom of page