top of page

Quanto De Proteína o Corpo Absorve das Refeições?

A proteína desempenha um papel fundamental no organismo, atuando na regeneração dos tecidos e, por isso, é um dos macronutrientes essenciais para a saúde e o bem-estar. 

Entender a eficiência com a qual o corpo a absorve é muito importante para recomendar uma nutrição adequada aos pacientes, que atenda suas necessidades individuais. 



Table of Contents


Como a Proteína é Digerida pelo Corpo


A digestão das proteínas é um processo complexo que ocorre no trato intestinal, envolvendo a ação de enzimas específicas e de diversos órgãos. A etapa mais importante da digestão proteica acontece no estômago, por meio do ácido clorídrico e da enzima pepsina, essenciais para o processo de quebra das moléculas de proteína, que são então convertidas em peptídeos.


Ao chegarem ao intestino delgado, os peptídeos sofrem então o efeito de enzimas liberadas pelo pâncreas, como a tripsina e a elastase, que os quebram em moléculas ainda menores. A absorção desse produto final da proteína ocorre então, principalmente, no próprio intestino delgado e, a partir de então, são transportados para o interior das células intestinais. Nelas, as moléculas sofrem mais uma quebra e se transformam em aminoácidos individuais, que são, então, liberados na corrente sanguínea. 


Pela corrente sanguínea, essas pequenas moléculas são então transportadas para os tecidos do corpo, onde atuam na síntese de novas proteínas e em diversos outros processos metabólicos. Relação entre consumo de proteína e síntese proteica muscular

É importante notar que diversos fatores influenciam na metabolização da proteína pelo organismo, incluindo sua composição e a fonte, afinal, nem toda proteína é igual. Diferentes tipos de alimento entregam ao corpo proteínas com diferentes capacidades.


Além disso, a composição da refeição como um todo, a quantidade ingerida e a especificidade das rotinas de atividade física do indivíduo também influenciam. 

Variáveis relacionadas a cada pessoa, como idade, sexo, quantidade de massa magra e capacidade física também têm seu papel.


Quando o assunto é a fonte de proteína, é importante falar da diferença entre a suplementação e o alimento. No caso da ingestão de Whey Protein, o corpo chega a absorver cerca de 10 g de proteína por hora. Em paralelo, ao comer, por exemplo, ovos mexidos, são apenas 3 g de proteína absorvidos por hora. Isso acontece porque no caso do Whey, a oxidação dos aminoácidos durante a digestão ocorre de maneira mais acelerada. 


Quanto de Proteína o Corpo Absorve das Refeições


Por conta de todas as variáveis já citadas, quantificar o valor máximo de proteína que pode ser consumido em uma refeição e utilizado em fins anabólicos é um grande desafio. 

É importante levar em consideração que uma dieta balanceada, que inclua as quantidades adequadas de carboidratos, lipídios e vitaminas, é essencial para que se possa aproveitar o máximo potencial das proteínas. 


Isso porque a disponibilidade correta de carboidratos permite que as proteínas sejam poupadas como fonte de energia e, então, reservadas para as funções estruturais. 

As gorduras saudáveis, por sua vez, como ácidos graxos ômega-3, podem melhorar a eficiência de sua metabolização, enquanto as vitaminas também desempenham papel fundamental na conversão dos aminoácidos e na síntese proteica. 


De qualquer forma, no que diz respeito à suplementação com Whey Protein, é possível verificar resultados positivos a partir de valores entre 0,25 g e 0,60 g por quilo por refeição.  Embora a quantidade com Whey seja maior, o consumo de outros alimentos que trazem a proteína em conjunto com os demais macronutrientes essenciais pode ser mais interessante, por aumentar o seu tempo de absorção.


Prática clínica


Baseado nas evidências científicas mais recentes e na revisão em questão, conclui-se que, para maximizar o anabolismo e a síntese proteica muscular, o consumo de proteína deve ter um alvo mínimo de 0,4 g de proteína por quilo de peso por refeição, em um mínimo de 4 refeições por dia. Dessa forma, é possível atingir o valor de 1,6 g por quilo por dia de proteína. Por outro lado, caso seja interessante atingir o máximo de 2,2gr/kg/dia de proteína, as mesmas 4 refeições devem conter 0,55 g de proteína por quilo de peso por refeição.


Continue Estudando...





Referências Bibliográficas


SCHOENFELD, Brad Jon; ARAGON, Alan Albert. How much protein can the body use in a single meal for muscle-building? Implications for daily protein distribution. Journal Of The International Society Of Sports Nutrition, [S.L.], v. 15, n. 1, p. 1, 5 jan. 2018. Informa UK Limited.

Classifique esse post

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page