top of page

Suco de Beterraba e o Desempenho dos Corredores: Uma realidade?

A busca constante por estratégias nutricionais que potencializem o desempenho esportivo levou-nos a investigar os efeitos da ingestão do suco de beterraba em corredores. A beterraba, rica em nitrato e precursora do óxido nítrico, desponta como um possível suplemento para atletas em busca de melhorias em seu rendimento físico. Neste estudo, concentramo-nos em corredores amadores, visando entender como o suco de beterraba influencia a performance desses atletas em uma prova de 5 quilômetros.


A Ciência por Trás do Nitrato: Expectativas vs. Realidade


A pesquisa didiviu os participantes em dois grupos: Placebo e Beterraba, com o intuito de avaliar a eficácia do suco como oferta de pré-treino. Contrariamente às expectativas de um efeito vasodilatador significativo, os resultados indicaram que ambos os grupos experimentaram benefícios, atribuídos à ingestão de carboidratos. O estudo revelou que, embora o grupo Beterraba tenha apresentado um aumento de glicose notável, esse fenômeno não pode ser exclusivamente associado ao efeito vasodilatador da beterraba, mas sim à qualidade geral do carboidrato ingerido.


Beterraba: Desempenho Físico e Além


Analisando a performance física, resistência à fadiga e tempo de prova, encontramos resultados que desafiam algumas premissas. O aumento da captação de glicose após a ingestão de suco de beterraba não se traduziu em melhorias significativas no desempenho dos corredores amadores. Contrastando com estudos anteriores, que sugerem benefícios em atletas altamente treinados, nossa pesquisa destaca a importância do condicionamento físico na resposta ao suplemento.A beterraba, conhecida cientificamente como Beta vulgaris, é uma raiz vegetal amplamente consumida em todo o mundo. Além de ser apreciada pelo seu sabor adocicado, a beterraba é valorizada por sua rica composição nutricional.


Composição Química


  • Água: A beterraba é composta principalmente por água, contribuindo significativamente para sua textura suculenta.


  • Carboidratos: É uma excelente fonte de carboidratos complexos, como a sacarose, glicose e frutose, que fornecem energia ao corpo.

  • Fibras: Rica em fibras alimentares, incluindo celulose, hemicelulose e pectina, que promovem a saúde digestiva e ajudam na regulação do colesterol.

  • Proteínas: Embora em quantidades menores, a beterraba contém proteínas essenciais para o crescimento e reparo dos tecidos do corpo.

  • Gorduras: A beterraba é praticamente livre de gorduras, o que a torna uma opção saudável para aqueles que desejam manter uma dieta equilibrada e de baixo teor de gordura.


Micronutrientes


  • Vitaminas: A beterraba é uma fonte de várias vitaminas, incluindo vitamina C, vitamina B6, ácido fólico (vitamina B9) e vitamina K1. A vitamina C é um antioxidante importante que ajuda na saúde da pele e no sistema imunológico, enquanto as vitaminas do complexo B desempenham um pael crucial no metabolismo energético e na saúde neurológica.


  • Minerais: Rica em minerais essenciais como potássio, magnésio, ferro e manganês. O potássio é fundamental para a saúde cardiovascular e para a regulação da pressão arterial, enquanto o ferro é necessário para a formação de células vermelhas do sangue e transporte de oxigênio.


  • Nitrato: Um dos componentes mais distintivos da beterraba é o nitrato. Este composto tem recebido atenção especial devido aos seus potenciais benefícios para a saúde, incluindo a melhoria da saúde cardiovascular e o aumento da resistência física durante o exercício.


Portanto, a beterraba é uma adição valiosa à dieta devido à sua ampla gama de nutrientes essenciais, que contribuem para a saúde geral do corpo e podem oferecer benefícios adicionais para atletas e indivíduos fisicamente ativos.


Prática Clínica


Embora os resultados deste estudo não confirmem os efeitos vasodilatadores esperados da beterraba, ressalta-se a necessidade de investigações futuras. A ingestão crônica da beterraba e a comparação entre atletas com diferentes níveis de condicionamento físico podem ser fatores-chave para desvendar completamente os benefícios dessa raiz na resistência à fadiga muscular. Enquanto isso, a importância da ingestão de carboidratos para atletas permanece evidente, independentemente da comprovação do efeito vasodilatador da beterraba.


Continue estudando...





Referência Bibliográfica


Serrano, R. D., Bertochi, V., Chanquetti, J., Brasileiro, M. G., Godoy, F. A., Bertochi, R. dos S. V., & Maestá, N. (2023). Efeitos da suplementação com suco de beterraba e a importância do óxido nítrico em corredoresRBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva17(105), 479-487. Recuperado de https://www.rbne.com.br/index.php/rbne/article/view/2183



3 visualizações

Comentários


Os comentários foram desativados.
bottom of page