top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Suplementação de GlyNAC para Envelhecimento Saudável

O envelhecimento associa-se ao estresse oxidativo severamente elevado, deficiência de glutationa e da função mitocondrial prejudicada. Além do aumento da inflamação, resistência à insulina e disfunção endotelial e menor força muscular e cognição mental. Sendo assim, nesse contexto, a literatura apresenta evidências sólidas que a suplementação de glicina (Gly) e N-acetilcisteína (NAC) (encontrado comercialmente como GlyNAC) é promissora para o tratamento de tais quadros. 



Table of ContentsToggle

Disfunção Mitocondrial

As mitocôndrias são motores celulares que oxidam ácidos graxos e glicose para fornecer energia para os processos celulares. Assim, associando-se ao funcionamento adequado do organismo humano. No entanto, a função mitocondrial é prejudicada  conforme a idade aumenta. Portanto, sendo possível observar que o comprometimento mitocondrial associa-se a inflamação elevada, resistência à insulina, disfunção endotelial, declínio físico e muscular, bem como declínio cognitivo.

Durante o processo de oxidação do combustível, as mitocôndrias geram espécies reativas tóxicas de oxigênio (EROs) que resultam em estresse oxidativo prejudicial. Portanto, as mitocôndrias se fazem dependentes de antioxidantes para proteção contra esses efeitos prejudiciais. Nesse contexto, a glutationa, o antioxidante intracelular endógeno mais abundante no organismo, é composto por glicina, cisteína e ácido glutâmico. Dessa forma, o processo de envelhecimento se mostra associado à deficiência da mesma e a diminuição da sua síntese está atrelada a disponibilidade de glicina e cisteína.

Porque GlyNAC?

A síntese de glutationa requer duas etapas bioquímicas. Na primeira etapa, adiciona-se a cisteína ao ácido glutâmico para formar o intermediário glutamilcisteína. Na segunda etapa, adiciona-se a glicina à glutamilcisteína para formar glutationa, a qual é extremamente importante para a oxidação mitocondrial de ácidos graxos.

Deficiência de Glicina e Cisteína no Envelhecimento

Visto que a cisteína e a glicina são aminoácidos gliconeogênicos, eles poderiam ser usados ​​para aumentar a gliconeogênese e apoiar a oxidação da glicose mitocondrial em jejum anormalmente elevado. Sendo assim, as taxas de produção de glicose não aumentam em adultos mais velhos, ficando evidente que a glicina e a cisteína não são usadas para a produção de glicose. Dessa forma, sugere-se que devido a um defeito grave no oxidação de ácidos graxos mitocondriais, os aminoácidos (incluindo glicina e cisteína) são desviados para a geração de energia que também pode explicar a elevada quebra de proteína muscular observada nessa faixa etária e sua recuperação a partir da suplementação de GlyNAC.

Três Poderes

A suplementação de GlyNAC é viavél pois atua em três “frentes”, na correção da deficiência de glutationa, que resulta na correção do estresse oxidativo e disfunção mitocondrial, visto que atua como antioxidante intracelular endógeno. No entanto, a correção de glutationa sozinha é insuficiente para explicar a magnitude e extensão das melhorias, sugerindo que pode haver outros fatores em jogo como o fato da combinação conter glicina, um importante doador do grupo metil. Os grupos metil são abundantes no DNA e são componentes importantes de múltiplas reações celulares. Além da glicina também ser importante para o funcionamento normal do cérebro. E o fato de conter N-acetilcisteína, que funciona como um doador de cisteína, extremamente importante no metabolismo energético, contribuindo com o grupo sulfidrila (SH) necessário para a geração de energia. 

Prática Clínica

A suplementação com GlyNAC é uma estratégia nutricional simples, segura e eficaz. Seu objetivo principal envolve o aumento as defesas celulares para proteger contra o estresse oxidativo. Assim, pode-se ver que a combinação de glicina e cisteína trazem melhorias poderosas, recuperação e correção de múltiplas anormalidades e defeitos em indivíduos mais velhos. Consequentemente, resulta em melhora da força e cognição bem como diversos quadros observados no processo de envelhecimento.

Referências Bibliográficas

Assista ao vídeo na plataforma Science Play – Como a Nutrição pode ajudar na Destoxificação Hepática?

Classifique esse post

15 visualizações

Comments


bottom of page