top of page

Vitamina C e a saúde da pele: Qual a relação?

A pele desempenha um papel crucial como barreira de proteção contra agressões do ambiente, e sua estrutura única reflete essa função. Composta por duas camadas, a epiderme, a camada mais externa, é altamente celular e fornece a função de barreira. Por outro lado, a derme interna garante a resistência, elasticidade e suporte nutricional à epiderme. Assim, a vitamina C desempenha um papel fundamental na saúde da pele, mantendo concentrações elevadas em uma pele saudável. Este nutriente apresenta funções importantes e amplamente reconhecidas, como estimular a síntese de colágeno e auxiliar na proteção antioxidante contra os danos causados pela radiação UV.


Tabela de conteúdos


Papel da nutrição na saúde da pele

A pele é o maior órgão do corpo humano e sua aparência reflete geralmente a saúde e a eficácia de suas estruturas subjacentes. Além de seu papel protetor, a pele também atua como a primeira linha de defesa contra ameaças mecânicas, químicas, patógenos, radiação ultravioleta e desidratação. Assim, a pele, por estar constantemente exposta ao ambiente externo, sofre mais agressões do que a maioria de nossos outros órgãos, tornando-se o local onde os primeiros sinais visíveis de envelhecimento surgem.


É amplamente aceito que o estado nutricional, tanto em relação a macronutrientes quanto a micronutrientes, é importante para a saúde e aparência da pele. Muitas doenças resultantes de deficiências vitamínicas têm efeitos significativos na pele. Por exemplo, a deficiência de vitamina B pode levar a distúrbios na pele, como erupções vermelhas, dermatite seborreica e infecções fúngicas na pele e nas unhas. A doença do escorbuto, caracterizada por fragilidade da pele, sangramento nas gengivas, cabelos encurvados e cicatrização de feridas prejudicada, resulta da deficiência de vitamina C.


O estado nutricional é vital para manter o funcionamento normal da pele durante a síntese de colágeno e a diferenciação dos queratinócitos. Além disso, a dieta fornece muitos componentes das nossas defesas antioxidantes, como as vitaminas C e E e o selênio, os quais desempenham um papel crucial na proteção contra danos induzidos pela radiação UV.


O papel da Vitamina C na saúde da pele

Desde que foi descoberta na década de 1930 como remédio para o escorbuto, a comunidade científica tem amplamente discutido o papel da vitamina C na saúde da pele.


A associação inicial do composto com a síntese de colágeno e sua forte ligação aos sintomas do escorbuto levaram à compreensão da importância dessa função para a manutenção da saúde da pele ao longo da vida humana, resultando na hipótese dos benefícios da vitamina C para a pele. Além disso, a atividade antioxidante desse nutriente o tornou uma excelente candidata como fator protetor contra a irradiação UV. Essas duas hipóteses têm impulsionado a maior parte da pesquisa sobre o papel da vitamina C na saúde da pele.


Assim, a pesquisa revelou informações valiosas. Descobriu-se que as fibras da pele dependem da vitamina C para a síntese de colágeno e regulação do equilíbrio entre colágeno e elastina na derme. Isso foi comprovado por estudos in vitro com células cultivadas e pela suplementação de vitamina C em animais, que resultou em uma melhora na síntese de colágeno in vivo.


Além disso, os queratinócitos, as células predominantes na epiderme da pele, têm a capacidade de acumular altas concentrações de vitamina C. Quando combinada com a vitamina E, essa combinação oferece proteção contra os danos causados pela radiação ultravioleta. Essas descobertas se baseiam em estudos in vitro com células cultivadas, com apoio de pesquisas em animais e em seres humanos.


Vitamina C na Saúde Cutânea

A pesquisa também demonstrou que a vitamina C desempenha um papel importante na expressão de genes de enzimas antioxidantes, na organização e acumulação de fosfolipídios e na promoção da formação da camada córnea e na diferenciação das células da epiderme. Todos esses processos são essenciais para manter a saúde e a vitalidade da pele.


Apesar dessas descobertas promissoras, a aplicação tópica de vitamina C na pele ainda apresenta desafios. Embora alguns estudos em seres humanos tenham sugerido benefícios na proteção contra os danos causados pela radiação ultravioleta, as formulações mais eficazes incluem tanto vitamina C quanto vitamina E, além de um veículo de entrega adequado.


Vitamina C x Envelhecimento

Outra descoberta importante é que a vitamina C pode atenuar os sinais de envelhecimento na pele humana. Vários estudos respaldam essa ideia, embora a medição objetiva das mudanças na pele seja desafiadora. Alguns estudos incluíram medidas objetivas, como a deposição de colágeno e a profundidade das rugas.


Por fim, a administração de vitamina C na pele também se mostrou benéfica na cicatrização de feridas e na redução da formação de cicatrizes elevadas. Numerosos estudos clínicos, envolvendo tanto seres humanos quanto animais, comprovaram essa eficácia.

Portanto, a vitamina C desempenha um papel crucial na saúde da pele, desempenhando funções essenciais na proteção contra danos e na promoção da renovação e regeneração da pele. Além dos cuidados tópicos, manter uma dieta equilibrada, rica em frutas e vegetais, é fundamental para garantir um aporte adequado de vitamina C e outros nutrientes essenciais para a saúde da pele. A busca por uma pele saudável e radiante deve incluir a atenção tanto à sua nutrição interna quanto aos cuidados externos.


Prática clínica 

Baseado em evidências científicas sólidas, é importante orientar os pacientes a adotarem uma dieta rica em alimentos que contenham vitamina C, como frutas cítricas, pimentões e brócolis, para promover a saúde da pele a longo prazo. Além disso, em casos específicos, a suplementação de vitamina C pode ser recomendada, principalmente quando há deficiência nutricional ou exposição crônica à radiação ultravioleta.


No tratamento de problemas como o envelhecimento cutâneo, a cicatrização de feridas e a proteção contra danos causados pelo sol, a aplicação tópica de produtos contendo vitamina C e E tem demonstrado benefícios. É essencial que os profissionais de saúde avaliem as necessidades individuais dos pacientes e forneçam orientações personalizadas para garantir a eficácia e segurança dessas intervenções na prática clínica.


Referências 

Assista o vídeo na Science Play com Luana Landeiro: Eixo intestino pele 

PULLAR, Juliet; CARR, Anitra; VISSERS, Margreet. The Roles of Vitamin C in Skin Health. Nutrients, [S.L.], v. 9, n. 8, p. 866, 12 ago. 2017. MDPI AG.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page