top of page

Vivemos uma Epidemia de TDAH?

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) deve ser questionado e investigado com afinco, isso porque os números de diagnósticos vem aumentando consideravelmente. Sendo a sintomatologia mais indicativa que um portador de TDA (transtorno de déficit de atenção) apresenta geralmente é o fato de não ter capacidade para prestar atenção a detalhes, frequentes descuidos em seus trabalhos, dificuldade em manter a atenção quando abordado diretamente e constante perda de objetos necessários para suas tarefas diárias

Além disso, quando o paciente também apresenta hiperatividade (configurando TDAH), este costuma falar e movimentar-se muito, bem como dificuldade em brincar de forma tranquila e possui dificuldade em esperar

E, ainda assim, para um diagnóstico conciso, é necessário que o paciente apresente seis ou mais sintomas do transtorno, tanto para o TDA quanto para o TDAH.



Table of ContentsToggle

Polimorfismo no TDAH

O Genótipo G é responsável pela falta de atenção, assim precisando de um estilo utilizando dopamina, já o genótipo A é responsável pela hiperatividade.

Tratamentos e Terapias para o TDAH

No âmbito nutricional, observamos os benefícios do DHA e PUFA que quando suplementados desde a gestação contribui para melhorar a atenção sustentada em crianças na pré-escola, além de que os ácidos graxos de cadeia longa são cruciais para o desenvolvimento infantil.

Também existem estudos que demonstram que o magnésio auxilia na diminuição da hiperatividade, juntamente com a vitamina D que auxilia na melhora dos sintomas comportamentais e emocionais observados nestes pacientes. Além de ser preciso observar também os níveis de vitamina B6, visto que essa vitamina está presente na estrutura de diversas enzimas envolvidas na síntese de neurotransmissores, assim como o ferro e o zinco.

Por fim, estimular o consumo de açafrão pelo paciente pode ser interessante, pois ele auxilia a ação dos receptores de glutamato, que é tão eficaz quanto medicações como o metilfenidato. 

Neurotransmissores

A dopamina desempenha importante função no sistema nervoso, entretanto seus níveis devem ser modulados a fim de garantir o equilíbrio, o que é possível a partir de uma alimentação correta para que haja aminoácidos suficientes para construção adequada de neurotransmissores no córtex pré-frontal. Além disso, considerando que a dopamina faz parte do foco e recompensa, temos que telas e comidas industrializadas podem afetar sua secreção

Outro neurotransmissor que, comumente, crianças hiperativas possuem em baixos níveis é a serotonina, isso porque ocorre um “desvio” na via de triptofano.

Exercícios Físicos

Exercícios físicos diminuem a ansiedade, por isso, crianças com diagnóstico de TDA ou TDAH devem praticar exercícios físicos todos os dias, a fim de diminuir ao máximo o uso de telas e tecnologias.

Referências Bibliográficas

Millichap JG, Yee MM. The diet factor in attention-deficit/hyperactivity disorder. Pediatrics. 2012 Feb;129(2):330-7. doi: 10.1542/peds.2011-2199. Epub 2012 Jan 9. PMID: 22232312.

Classifique esse post

2 visualizações

Comments


bottom of page