top of page

A Relação Entre o Exercício Físico e o Ciclo Menstrual

Uma dúvida comum entre as mulheres que praticam atividades esportivas é se o desempenho no exercício físico é afetado pelo ciclo menstrual, e a resposta é sim.


O ciclo menstrual está intimamente relacionado à reprodução feminina. Durante a ovulação, que é o período mais fértil, o corpo passa por mudanças físicas e comportamentais para preparar a mulher para uma possível gravidez. Após essa fase, a mulher tende a ficar mais reclusa e tranquila. Essas alterações são influenciadas pelos hormônios, incluindo a queda do hormônio FGF21.


A queda desse hormônio pode resultar em desejos por alimentos doces próximo ao período menstrual. No entanto, existem estratégias que podem ser adotadas para lidar com esse desejo. Entre elas estão seguir uma dieta rica em gorduras na forma de uma dieta cetogênica, consumir carboidratos, manter uma dieta com baixo teor de proteína e praticar o jejum. Essas estratégias visam influenciar os níveis hormonais de maneira a reduzir a vontade de consumir doces e, consequentemente, melhorar o desempenho durante o ciclo menstrual.


Ciclo menstrual


Durante o ciclo menstrual, ocorrem flutuações nos níveis dos hormônios estrogênio e progesterona. No início da menstruação, há uma queda desses hormônios, seguida por um aumento do estrogênio ao longo do ciclo menstrual, enquanto a progesterona diminui. Na fase da ovulação, ambos os hormônios atingem níveis elevados antes de diminuírem novamente. Esse padrão se repete a cada ciclo menstrual.


Estudos demonstraram que não há diferença entre homens e mulheres em termos de contração intramuscular de testosterona e enzimas esteroidogênicas. Isso ocorre porque o tecido muscular é altamente responsivo ao estrogênio, o qual ativa células satélites e mioblastos. Portanto, a performance esportiva pode ser otimizada dependendo do nível de estrogênio na mulher. Aproximadamente durante a ovulação, quando os níveis de estrogênio estão mais elevados, é observado um melhor desempenho físico. Na fase lútea, que é após a ovulação, os níveis hormonais são mais baixos, sugerindo a necessidade de suplementação de proteína nesse período. Consequentemente, a fase folicular é considerada ideal para o crescimento muscular, e uma elevação nos níveis de estrogênio também pode auxiliar na queima de gordura.


Fatores Relevantes para a Hipertrofia


Os hormônios induzidos pelo exercício, como o hormônio do crescimento, desempenham um papel importante nesse processo. Além disso, a carga de exercício influencia o metabolismo androgênico local, enquanto o tempo de ingestão de proteína após o treino é crucial para fornecer os aminoácidos necessários para a síntese proteica muscular. O volume total de exercício realizado também é um fator chave, já que afeta o recrutamento das fibras musculares. Por fim, embora controverso, o uso de esteroides anabolizantes exógenos pode aumentar significativamente a capacidade do corpo de construir massa muscular, mas deve ser cuidadosamente considerado devido aos potenciais efeitos colaterais e à ilegalidade em muitos contextos.


Prática Clínica


Com base na influência do ciclo menstrual no desempenho esportivo feminino, recomenda-se que as atletas monitorem seus ciclos e adaptem suas estratégias nutricionais e de treinamento de acordo com as fases do ciclo menstrual. Além disso, é fundamental buscar orientação de profissionais da área da saúde, como nutricionistas e educadores físicos, para otimizar o desempenho esportivo e o bem-estar ao longo do ciclo menstrual.


Continue Estudando...





Referências Bibliográficas


D’SOUZA, Alysha C.; WAGEH, Mai; WILLIAMS, Jennifer S.; COLENSO-SEMPLE, Lauren M.; MCCARTHY, Devin G.; MCKAY, Alannah K. A.; ELLIOTT-SALE, Kirsty J.; BURKE, Louise M.; PARISE, Gianni; MACDONALD, Maureen J.. Menstrual cycle hormones and oral contraceptives: a multimethod systems physiology-based review of their impact on key aspects of female physiology. Journal Of Applied Physiology, [S.L.], v. 135, n. 6, p. 1284-1299, 1 dez. 2023. American Physiological Society.

Comments


bottom of page