top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Abacate: Um anti-inflamatório natural?

A saúde imunológica desregulada impacta negativamente a saúde do indivíduo. Apesar dos processos inflamatórios serem naturais e fisiológicos ao organismo, quando exacerbada, a inflamação pode causar sérios danos. Assim, fatores como a exposição solar adequada e a nutrição são fundamentais no controle das defesas anti-inflamatórias do corpo. Nesse sentido, a alimentação saudável exerce papel de destaque na saúde, sendo os alimentos naturais, como o abacate, nutricionalmente completos, além de favorecer a manutenção da saúde. Tendo isso em vista, um estudo tentou associar a ingestão de abacate com a redução dos parâmetros inflamatórios do organismo. A partir desse ponto, este um anti-inflamatório natural? Leia para saber mais. 



Table of ContentsToggle

Interpretando a Literatura

Para tentar associar o consumo de abacate e a redução da inflamação, parâmetros como a PCR, IL-2, IL-6, homocisteína, fibrinogênio e receptores solúveis de TNF-a foram analisados em um estudo no qual 48% da amostra era composta por homens caucasianos e cerca de 79%  da amostra possuía um consumo raro ou nunca quase nunca da fruta, o que pode interferir no achados. Como resultados, não foram identificadas associações entre o consumo de abacate e redução nos parâmetros acima citados. No entanto, a inclusão deste na alimentação pode ser uma estratégia multifuncional, tendo em vista sua composição nutricional.

Evidências dos Benefícios do Abacate 

Ao contrário do resultado encontrado nesse estudo, muitos outros estudos associam o consumo regular de abacate à melhora dos marcadores inflamatórios. Nesse sentido, para se obter um resultado positivo, o consumo recomendado varia de 50 a 100 gramas por dia. Além disso, em apenas uma porção de 5 gramas da fruta, contém cerca de 5 gramas de ácidos graxos monoinsaturados e 1 grama de ácidos graxos poli-insaturados.

Além disso, o abacate é um alimento completo em termos nutricionais, rico em vitaminas e minerais de caráter antioxidante, luteína e sua composição de ácidos graxos exerce efeito cardioprotetor. A presença do ácido graxo monoinsaturado como o ácido oleico, potencializa a ação anti-inflamatória através do consumo regular de abacate. 

Prática Clínica

Portanto, o consumo de abacate, apesar do seu alto valor calórico, pode ser incentivado na prática clínica. Assim, você nutricionista pode fazer o manejo adequado e distribuir o consumo desse alimento de diferentes formas, como em preparações como guacamole, vitaminas, shakes e também da fruta in natura a fim de se obter os efeitos anti inflamatórios naturais do abacate. 

Referências Bibliográficas

Artigo: Consumo de abacate e marcadores de inflamação Cheng, FW, Ford, NA, Wood, AC et al. Consumo de abacate e marcadores de inflamação: resultados do Estudo Multiétnico de Aterosclerose (MESA). Eur J Nutr (2023). https://doi.org/10.1007/s00394-023-03134-8

Sugestão de Estudo: Entenda a Dieta Cetogênica

Classifique esse post

2 visualizações

Comments


bottom of page