top of page

Aveia Fermentada: Um super alimento?

A aveia é um alimento extremamente popular, e muito utilizado, tendo em vista o seu alto valor nutricional. Além disso, o seu consumo está relacionado a diversos benefícios para a saúde. Mas, será mesmo que sua versão fermentada pode ser considerada um super alimento? Veja a seguir!



Table of ContentsToggle

Produção e Benefícios da Aveia

De início, a aveia fermentada é produzida a partir da ação microbiana, na qual partes dos alimentos, como os carboidratos, são metabolizadas por microorganismos. Desse modo, tal processo é responsável por aumentar a digestibilidade do alimento, transformando seus componentes em metabólitos mais simples, o que facilita a absorção dos micronutrientes como os minerais e as vitaminas.

Aveia e Microbiota

Além dos produtos lácteos, os cereais, também estão sendo cada vez mais estudados acerca da entrega de probióticos ao corpo. Logo, a aveia por ser um alimento altamente nutritivo, na sua forma fermentada, potencializa os benefícios principalmente no que se refere a microbiota intestinal. 

Assim, não apenas a beta-glucana que está presente em sua composição, mas também, as avenantramidas do tipo A e C, os triterpenóides, saponinas, saponinas esteróides,  ácidos fenólicos, flavonóides e as vitaminas melhoram o perfil da microbiota intestinal, auxiliando na saúde corporal como um todo.

Prática Clínica

Portanto, a ave fermentada pode ser considerada um super alimento. Assim, os produtos fermentados à base de aveia, como as bebidas, mingau, iogurte, entre outros, oferecem inúmeros benefícios nutricionais. Apesar de no Brasil, tais produtos ainda não serem comercializados em larga escala, a versão caseira pode ser indicada no contexto da prática clínica. 

Referências Bibliográficas

Assista  na plataforma Science Play SINE: Nutrição Plant Based e Saúde Óssea 

Artigo: DJORGBENOO, Richmond; HU, Juanjuan; HU, Changling; SANG, Shengmin. Fermented Oats as a Novel Functional Food. Nutrients, [S.L.], v. 15, n. 16, p. 3521, 10 ago. 2023. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu15163521.

Classifique esse post

6 visualizações

Comments


bottom of page