top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Beta-alanina para judocas: como pode ajudar esses atletas?

A beta-alanina é um aminoácido não essencial sintetizado no fígado em nosso organismo. Também é encontrado naturalmente em produtos de origem animal, como carne de porco, frango ou carne vermelha. Agora como a beta-alanina para judocas pode ajudar, vamos te mostrar neste artigo. Primeiro, entenda que o efeito ergogênico, isto é, a melhora do desempenho com a beta alanina acontece devido à sua capacidade de aumentar a síntese de carnosina.



Table of ContentsToggle

Como a beta-alanina funciona

A carnosina é um dipeptídeo com numerosas funções fisiológicas , formada pela combinação dos aminoácidos L-histidina e beta-alanina, com a ajuda da enzima carnosina sintetase. O principal mecanismo de ação da carnosina no exercício físico, é exercer um tamponamento de íons H+ dentro do músculo esquelético, inibindo a diminuição do pH intracelular e consequentemente atenuando a fadiga muscular. 

Além disso, durante o exercício físico intenso, espécies reativas de oxigênio (ROS) são produzidas, nas quais podem induzir a fadiga muscular e danos musculares. Contudo, foi demonstrado um efeito antioxidante da carnosina que elimina os radicais livres e evita esse efeito do estresse oxidativo.

Com isso, ofertar a quantidade certa de beta alanina é vital para maximizar o desempenho esportivo. As evidências demonstram ser necessário fazer uma suplementação crônica de 4 a 6 g de beta-alanina em um período mínimo de duas semanas, para haver um efeito ergogênico significativo.

Beta-alanina para judocas

O Judô é um esporte de combate, no qual os atletas realizam múltiplos esforços intermitentes de alta intensidade, visando jogar o oponente no chão ou finalizar o mesmo. Os combates de judô têm duração média de 3 minutos, durante os quais esforços de 30 segundos são intercalados com 10 segundos de intervalos de descanso. Devido aos esforços intermitentes de alta intensidade que os judocas realizam durante um combate, é razoável sugerir que a ressíntese de ATP aconteça principalmente pela via da fosfocreatina e glicólise anaeróbia.

Também, níveis reduzidos de níveis de pH intracelular foram encontrados em estudos sobre os combate de judô e acredita-se que sejam uma causa crítica de perda de combate, sugerindo que a suplementação de beta-alanina pode melhorar o desempenho dos judocas..

Com isso, um ensaio clínico intitulado “Beta-alanine supplementation enhances judo-related performance in highly-trained athletes”, investigou os efeitos de 6,4 gramas por dia de beta-alanina durante 4 semanas em 23 judocas de nível nacional e internacional. O estudo mostrou que os judocas suplementados com beta alanina aumentaram o número total de arremessos em comparação com uma condição de placebo.

Prática Clínica

Dessa forma, a beta alanina parece ser um grande aliado na otimização de performance no judô, devido o seu papel no aumento do número de quedas realizadas pelos atletas que suplementam 6,4 gramas por dia. Entretanto, faltam estudos mostrando como isso pode melhorar a performance em campeonatos.

Referencias bibliográficas:

Artigo: Simoncini L, Lago-Rodríguez Á, López-Samanes Á, Pérez-López A, Domínguez R. Effects of Nutritional Supplements on Judo-Related Performance: A Review. J Hum Kinet. 2021 Jan 30;77:81-96.https://doi.org/10.2478/hukin-2021-0013

Classifique esse post

1 visualização

Comments


bottom of page