top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Coenzima Q10: Benefícios e Aplicações na Prática Clínica Nutricional

A Coenzima Q10 (CoQ10) é uma substância lipossolúvel de importância fundamental para a saúde humana. Ela desempenha diversas funções no organismo, sendo uma aliada útil na prática clínica nutricional.



Table of ContentsToggle

Benefícios e Deficiência da Coenzima Q10

A CoQ10 atua como um poderoso antioxidante, protegendo as células dos danos causados ​​pelos radicais livres. Além disso, desempenha um papel essencial na produção de energia nas mitocôndrias, contribuindo para a função cardíaca, melhorando o desempenho esportivo e retardando o envelhecimento da pele.

Enquanto isso, a deficiência de CoQ10 pode ocorrer devido a fatores como esforço intenso, dieta vegetariana, falta de nutrientes como selênio, vitamina B6 e magnésio, envelhecimento físico e patologia associada ao déficit energético.

Prática Clínica

Os nutricionistas podem utilizar a CoQ10 como parte integrante do tratamento de diversos pacientes. Aqui estão algumas indicações de perfis de paciente que a suplementação se torna interessante:

– Pacientes com preocupações cardíacas. – Atletas em busca de melhor desempenho. – Indivíduos que desejam retardar o envelhecimento precoce da pele. – Relevante para pessoas com deficiência de CoQ10 devido a uma dieta específica ou condições específicas.

Nestes, é necessário uma adequação da dosagem de Coenzima Q10 às necessidades individuais de cada paciente. Não se esquecendo de levar em consideração fatores como idade, nível de atividade física e histórico de saúde.

Assim como a realização de uma avaliação nutricional abrangente ue busque identificar a causa potencial da deficiência de CoQ10. Ou seja, cabe investigar a dieta do seu paciente, bem como a falta de nutrientes-chave e outros fatores que possam contribuir para a deficiência.

Por fim, é válido recomendar alimentos ricos em coenzima Q10 como parte da dieta diária. Incluindo opções como sardinha, salmão, azeite de oliva, queijos e carne na alimentação dos pacientes.

Matéria elaborada pela estudante de nutrição Sofia Marcocci Oliveira, com base na palestra da nutricionista Andreia Naves.

Classifique esse post

11 visualizações

Comments


bottom of page