top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Como evitar o efeito sanfona no paciente?

Manejar a perda de peso, na prática clínica, é um desafio, tendo em vista que muitos pacientes sofrem com o efeito sanfona. Dessa forma, elaboramos aqui um compilado, das principais estratégias para evitar que o seu paciente entre no famoso efeito sanfona. Leia a seguir



Table of ContentsToggle

Perda de Peso a Longo Prazo 

Primeiramente, dados recentes de uma revisão sistemática e metanálise,  publicados na revista nutrientes, mostram que apenas 25% dos pacientes conseguem manter o peso após uma dieta hipocalórica, por um longo período de tempo. Além disso, para garantir o sucesso na fase de manutenção de peso, estão  envolvidas a adoção de diferentes protocolos terapêuticos, a fim de evitar o reganho de gordura corporal e do peso em si.  

Abordagem Multiprofissional no Efeito Sanfona

Logo, uma abordagem multiprofissional integrada que inclua o controle da ingestão calórica, modificações comportamentais e também a prática de exercícios físicos, são as primeiras estratégias a serem empregadas no manejo tanto do sobrepeso, quanto da obesidade. Porém, uma dieta de muito baixa caloria, a longo prazo não se mostra sustentável.  

Prática Clínica

Portanto, a redução da ingestão de energia de 10 a 20% do VET, a fim de preservar a massa muscular do paciente, associada a  atividade física regular e intensa, além de terapia comportamental, com foco em mudanças de hábitos alimentares, quando associadas, essas três principais estratégias, você nutricionista, fará que os pacientes evitem entrar no efeito sanfona. 

Referências Bibliográficas

Flore G, Preti A, Carta MG, et al. Weight Maintenance after Dietary Weight Loss: Systematic Review and Meta-Analysis on the Effectiveness of Behavioural Intensive Intervention. Nutrients. 2022;14(6):1259. Published 2022 Mar 16. doi:10.3390/nu14061259

Classifique esse post

2 visualizações

Comments


bottom of page