top of page

Como Reduzir a Ansiedade?

Problemas como ansiedade, se tornaram, nos últimos anos, um relato comum entre os pacientes. O estilo de vida acelerado que a sociedade moderna impõe, corrobora para que a saúde mental fique cada vez mais debilitada. Nesse contexto, saber auxiliar o paciente, a fim de melhorar os sintomas ansiosos, é fundamental na prática clínica. Tendo isso em vista, elencamos aqui, uma das melhores maneiras naturais de reduzir a ansiedade, veja mais a seguir!



Table of ContentsToggle

Ansiedade vs. Qualidade de Vida

De início, os sintomas ansiosos, em níveis controlados, são fundamentais para a existência humana. No entanto, quando ocorre uma exacerbação dos mesmos, efeitos deletérios à saúde são apresentados. Nesse sentido, a ansiedade elevada contribui para o desenvolvimento de outros transtornos psíquicos associados, como até mesmo a depressão. Assim, controlar a ansiedade dos pacientes se relaciona positivamente com o aumento da qualidade de vida, do sono e também, do controle do peso, tendo em vista que pessoas ansiosas, geralmente transferem suas emoções na comida. 

Exercício Físico como Tratamento para Ansiedade

Desse modo, o exercício físico, além de todos os benefícios clássicos já conhecidos, também auxilia na redução da ansiedade, mesmo sendo feito de forma aguda. Ou seja, os benéficos sobre a saúde mental são imediatos, pois o status de relaxamento após a atividade física é aumentado. Logo, o exercício físico pode auxiliar na redução dos níveis de ansiedade a curto e longo prazo, sendo sua prática indispensável para a boa saúde mental e também a física.

Prática Clínica

Portanto, uma das melhores maneiras para controlar a ansiedade entre os pacientes está na prática de atividade física. Assim, além da alimentação, o exercício físico tem papel primordial para aqueles que almejam ter mais qualidade de vida e mitigar os sintomas ansiosos. Portanto, apesar de os benefícios já serem imediatos logo após o exercício, os efeitos crônicos são ainda maiores no que se refere a manutenção da saúde. Logo, atender a recomendação mínima de 30 minutos diários se mostra muito relevante na prática clínica. 

Referências Bibliográficas

Artigo:  CONNOR, Madeleine; HARGREAVES, Elaine A.; SCANLON, Orla K.; HARRISON, Olivia K.. The Effect of Acute Exercise on State Anxiety: a systematic review. Sports, [S.L.], v. 11, n. 8, p. 145, 1 ago. 2023. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/sports11080145. 

Classifique esse post

3 visualizações

Comments


bottom of page