top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Como Suplementar a Coenzima Q10?

A coenzima Q10, é um componente chave de toda a cadeia respiratória celular, sendo primordial para diversos processos metabólicos. Nesse sentido, tal componente é fundamental para os processos redox que acontecem no corpo, atuando ativamente nos processos de fosforilação oxidativa mitocondrial. Tendo em vista sua relevância para o organismo, descubra aqui qual a melhor maneira de suplementá-la. Veja a seguir. 



Table of ContentsToggle

Principais Funções da Coenzima Q10

De início, além das funções mencionadas acima, a coenzima Q10 atua como um antioxidante natural, impedindo a peroxidação lipídica, protegendo as estruturas da membrana plasmática e a degradação das proteínas estruturais. No mais, a Coq10 pode ser obtida através da dieta e da suplementação, mas, a sua produção endógena, na membrana mitocondrial interna, em condições normais, já é suficiente para atuar nas vias de sinalização redox. 

Deficiência de Coenzima Q10

Em situações disfuncionais, como o quadro de síndrome metabólica, resistência à insulina e outras patologias, ofertar doses elevadas por meio da suplementação se mostra potencialmente benéfico, nessas e em outras condições clínicas. Dessa maneira, segundo o artigo “Biosynthesis, Deficiency, and Supplementation of Coenzyme Q”,  publicado recentemente na revista antioxidantes  a deficiência de Coq10 culmina em uma diversidade de sintomas em manifestações neurológicas e desregulação hormonal, podendo culminar em nefropatia e miopatia em casos mais graves. 

Suplementação de Coenzima Q10 

Assim, a suplementação de coenzima Q10 está associada a melhora em quadros de diabetes, doenças cardiovasculares, redução na cognição e quadros de enxaquecas. Além disso, a aplicabilidade clínica de tal estratégia se evidencia também na área esportiva, sendo associada a melhora do desempenho atlético. Logo, identificar na prática clínica a necessidade de suplementação é fundamental para melhora de diversos quadros clínicos. 

Prática Clínica

Portanto, a suplementação de Coenzima Q10 possui inúmeras localidades dentro do contexto da prática clínica. Logo, a suplementação é indicada por um período mínimo de 6 semanas em doses variadas respeitando as necessidades individuais de cada paciente, sendo as doses mais tradicionalmente recomendadas de 100 mg por dia. 

Referências Bibliográficas

Assista  na plataforma Science Play o Curso – Nutrientes e Destoxificação Hepática, com Ana Beatriz Baptistella  – Por que Destoxificar?

Artigo: STAIANO, Carmine; GARCÍA-CORZO, Laura; MANTLE, David; TURTON, Nadia; MILLICHAP, Lauren E.; BREA-CALVO, Gloria; HARGREAVES, Iain. Biosynthesis, Deficiency, and Supplementation of Coenzyme Q. Antioxidants, [S.L.], v. 12, n. 7, p. 1469, 21 jul. 2023. MDPI AG.

Classifique esse post

7 visualizações

Comments


bottom of page