top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Creatina foi o produto mais vendido no Mercado Livre do Brasil em 2022

De acordo com o relatório emitido pelo Mercado Livre, a creatina liderou o ranking de itens mais comprados – suplemento amplamente popularizado no meio esportivo e que recentemente vêm sendo utilizada também para aplicabilidades terapêuticas como, por exemplo, tratamento e prevenção da sarcopenia, melhora nos quadros de diabetes e para promoção de saúde intestinal se popularizou e agora está entre um dos itens mais “queridinhos” da população brasileira.


A plataforma que reúne 88 milhões de usuários na América Latina, com 3,5 milhões de vendedores únicos e 36 vendas por segundo, divulgou um relatório com dados relacionados a vendas em unidades, ou seja, neste não são abordadas questões acerca de preço ou faturamento. Seus dados indicam um incremento de vendas na categoria de autopeças, supermercados e equipamentos eletrônicos.


Além disso, com a Copa do Catar a plataforma registrou um aumento nas vendas de televisores e itens para os jogos, bem como a compra de álbuns e figurinhas. Em outubro de 2022, o Mercado Livre apontou a compra, em especial, destes dois itens entre os destaques no Brasil, na Argentina, no México, Peru e Uruguai.


No entanto, o dado que mais surpreende está na lista de produtos mais adquiridos no Mercado Livre pelos brasileiros em 2022 (veja abaixo):

  1. Janeiro: máscaras; cerveja

  2. Fevereiro: máscaras; óleo de soja

  3. Março: máscaras; leite condensado

  4. Abril: cerveja; creatina

  5. Maio: creatina; refletor LED

  6. Junho: máscaras; óleo de soja

  7. Julho: creatina; refletor LED

  8. Agosto: creatina; refletor LED

  9. Setembro: creatina; leite condensado

  10. Outubro: leite condensado; creatina

  11. Novembro: creatina; sabonete

  12. Dezembro: creatina; Refletor LED


Muito interessante, não é mesmo?


Continue Estudando...


Sugestão de estudo: Creatina




Assista ao vídeo do Nutricionista Felipe Ribeiro  na plataforma Science Play – Creatina e Função Renal: o que a Literatura mais atual Aponta?

Commenti


I commenti sono stati disattivati.
bottom of page