top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Dicas para realizar um atendimento nutricional online

O uso de ferramentas online como forma de assistência à saúde não era uma novidade. Porém, a partir da pandemia da COVID-19 o Conselho Federal de Nutricionistas (CFN), através da resolução nº 646, de 18 de março de 2020, autorizou o atendimento nutricional online.

Sendo assim, as teleconsultas ganharam espaço no campo de atendimento nutricional. A utilização de aplicativos para realizar chamadas de vídeo auxilia o nutricionista a manter um contato mais humanizado com o paciente. É mais confortável e empático quando se tem algum profissional demonstrando prestar atenção durante as falas do cliente.



Table of ContentsToggle

Atendimento Nutricional Online

Para a realização de consultas online, é necessário que o nutricionista esteja cadastrado no sistema online de Cadastro Nacional de Nutricionistas para Teleconsulta (e-Nutricionista). Assim, os pacientes conseguem verificar o cadastramento dos profissionais, enquanto os conselhos regionais mantêm ações de fiscalização.

Em relação à teleconsulta em si, é importante determinar que o atendimento nutricional online é diferente do presencial em certos aspectos. No entanto, outros se mantêm semelhantes, como a realização de anamnese, levando em conta fatores socioeconômicos, inquérito alimentar, estilo de vida e avaliação de exames laboratoriais.

Contudo, a avaliação antropométrica é um dos principais itens que se diferenciam entre os dois tipos de atendimento. No caso do atendimento nutricional online, pode-se utilizar peso e altura referidos ou estimados para a realização dos cálculos nutricionais. Também, é possível o nutricionista ensinar ao paciente como tirar corretamente as medidas de circunferências. Assim, o próprio consegue fazer em casa sozinho, de maneira que não atrapalhe a consulta.

Desafios do Atendimento Nutricional Online

Primeiramente, é fundamental que o nutricionista apresente recursos tecnológicos, como webcam, computador, software de nutrição, entre outros, a fim de otimizar seu próprio trabalho. Além disso, o espaço para a realização da consulta deve ser calmo e que garanta o sigilo das informações.

Ademais, existem outras dificuldades que a teleconsulta proporciona, como a instabilidade da internet, inviabilidade de realização da antropometria e o cancelamento de consultas mais prático. Por fim, é necessário que o seu paciente também acompanhe a evolução tecnológica, para não apresentar limitações nas ferramentas. 

Prática Clínica

Como a era da Internet oferece oportunidades para aprimorar a relação entre nutricionista e paciente, o atendimento nutricional online pode ser visto como uma ferramenta positiva. Então, o profissional deve se cadastrar no e-Nutricionista para começar os atendimentos virtuais.

Feito isso, basta seguir a consulta com a anamnese, igualmente nos atendimentos presenciais, exceto pela parte de medidas antropométricas. O profissional pode escolher como prosseguir da melhor maneira para acompanhar a evolução do paciente sem necessariamente realizar antropometria.

Por fim, vale ressaltar que o nutricionista deve manter o Código de Ética já estabelecido para as consultas presenciais. Somado a isso, é dever do profissional, que realiza atendimento online, informar que a consulta não pode ser gravada por ambas as partes e garantir o sigilo das informações.

Referências Bibliográficas

ALVES, Thaisy Cristina Honorato Santos et al. Núcleo de atendimento nutricional em pediatria (NANUP) nas teleconsultas e redes sociais: superando desafios impostos pela pandemia por coronavírus. Práticas e Cuidado: Revista de Saúde Coletiva, v. 1, p. e12530-e12530, 2020.

Classifique esse post

5 visualizações

Comentarios


bottom of page