top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Efeitos Neuroprotetores da Dieta Cetogênica

Uma dieta com alto teor de gordura e baixo teor de carboidratos com as quantidades certas de proteínas, vitaminas e minerais é conhecida como dieta cetogênica. 

A dieta cetogênica pode ser implementada para tratar doenças neurodegenerativas e neuropsiquiátricas, pois libera corpos cetônicos da quebra de gordura que agem como um combustível alternativo (ao invés da glicose) para gerar energia, entenda mais sobre seus benefícios para a saúde neural.



Table of ContentsToggle

Modulação da Barreira Hematoencefálica na Dieta Cetogênica

Como a barreira hematoencefálica mantém a homeostase cerebral e limita o acesso de substâncias perigosas e infecções ao cérebro, sua interrupção pode prejudicar a função cognitiva, causando transporte molecular anormal entre a circulação periférica e o cérebro. 

Na barreira hematoencefálica também pode ocorrer rompimento da membrana, semelhante ao que ocorre na barreira intestinal. A cetose pode levar à restauração da integridade da barreira hematoencefálica, pois aumenta a quantidade de proteínas estruturais e transportadores que são usados ​​para criar a barreira. 

Mantendo o Fornecimento de Energia Cerebral na Dieta Cetogênica

Essa produção alternativa de energia através da gordura aumenta o metabolismo cerebral e restaura a síntese de ATP mitocondrial. Além disso, após tratamento com esse modelo dietético, observa-se redução da formação de espécies reativas de oxigênio (ROS), benefícios antioxidantes, redução da resposta inflamatória e aumento da atividade de fatores neurotróficos. 

Modulação de Respostas Inflamatórias na Dieta Cetogênica

A inflamação e o estresse oxidativo são dois componentes cruciais das neuropatologias, visto que pode regular respostas inflamatórias e atividades das células imunes. 

Um exemplo é que esta dieta atua nos processos inflamatórios inibindo a ativação do NF-kB. Causa um aumento na resposta imunológica e as citocinas, como IL-1b, IL-6, e TNF-α, são menos ativas. 

Prática Clínica

A dieta cetogênica tem sido utilizada por muitos anos para tratar uma variedade de condições neurológicas. Isso porque tem capacidade de diminuir o estresse oxidativo, regular o metabolismo energético, controlar a inflamação e afetar outros processos potenciais, exercendo efeitos neuroprotetores que entregam qualidade de vida aos pacientes. 

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com  Andréia Naves: Dieta cetogênica e performance esportiva: qual a relação?

Artigo: Bai L, Zhou Y, Zhang J, Ma J. The Role of a Ketogenic Diet in the Treatment of Dementia in Type 2 Diabetes Mellitus. Nutrients. 2023; 15(8):1971. https://doi.org/10.3390/nu15081971

Classifique esse post

1 visualização

Comments


bottom of page