top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Endometriose e Saúde Mental: Há relação?

A endometriose é uma doença crônica que afeta muitas mulheres, além das complicações já conhecidas, novas descobertas sugerem que exista uma forte relação entre esta e a saúde mental feminina. Assim, a associação à várias comorbidades psiquiátricas graves, a exemplo da ansiedade e da depressão merece atenção, para que o cuidado profissional seja eficaz e assertivo. Leia aqui tudo que você precisa saber a respeito da relação entre ambas. 



Table of ContentsToggle

Patogênese da Endometriose 

É uma das doenças ginecológicas que mais acomete as mulheres, essa disfunção é caracterizada pelo crescimento desordenado de tecido que se implantam nos ovários, peritônio pélvico e também no septo retovaginal. Uma de suas principais complicações é a dor crônica que acomete cerca de 75% das mulheres portadoras desta doença. Sendo que a dor é capaz de impactar negativamente a qualidade de vida feminina e diminuir a sociabilidade e o bem estar social, fato demonstrador por um recente estudo que demonstrou a endometriose, por si só, relacionada ao desenvolvimento de depressão entre as mulheres. 

Endometriose e Saúde Mental da Mulher

Além disso, os sintomas de ansiedade também são mais frequentes nesta população.  Nesse sentido, o estudo realizou uma análise entre a associação fenotípica da patologia com ansiedade, depressão e transtornos alimentares. Logo, mulheres portadoras de endometriose têm maior chance de desenvolver tais condições clínicas ilustrando sua íntima relação com a com a saúde mental feminina. Essa associação, por sua vez, pode ser e parte explicada pela pleiotropia entre endometriose e depressão que provavelmente contribui no desenvolvimento dessas desordens psíquicas.

Nesse sentido, o manejo e tratamento do quadro é fundamental para que a qualidade de vida da mulher aumente, melhorando também a vida social, sua carreira, saúde sexual e concomitantemente sua saúde mental e o bem estar psicológico. Portanto, é possível afirmar que existe uma relação direta entre o desenvolvimento da endometriose e a saúde mental das mulheres, sendo primordial que o cuidado integrado e multidisciplinar seja feito com vista a tratar tal patologia. 

Prática Clínica

Não surpreendente na endometriose os níveis de PCR, biomarcador comumente avaliado de inflamação sistêmica aguda estão elevados, sendo um parâmetro importante de acompanhamento clínico na redução da inflamação. Assim, as estratégias nutricionais na endometriose consistem em: dieta rica em fibras, suplementação com ômega 3 e vitamina C, além da execução de alimentos pró-inflamatórios da dieta.  

Referências Bibliográficas

Artigo:  endometriose com depressão, ansiedade e distúrbios alimentares  Koller D, Pathak GA, Wendt FR, et al. Associações epidemiológicas e genéticas da endometriose com depressão, ansiedade e distúrbios alimentares. JAMA Netw Open. 2023;6(1):e2251214. doi:10.1001/jamanetworkopen.2022.51214

Classifique esse post

3 visualizações

Comments


bottom of page