top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Nutrição Esportiva Aplicada ao CrossFit

O nutricionista Valden Capistrano iniciou o Workshop de Nutrição Esportiva com o tema “Nutrição esportiva aplicada ao CrossFit”.


Os brasileiros foram os primeiros no mundo a aplicarem as recomendações nutricionais voltadas para o crossfit, portanto, torna-se necessário falar sobre gasto energético, já que é indispensável para um melhor desempenho no esporte, ou seja, é primordial quando se trata de prescrição dietética para o atleta. Qual é a importância do cálculo assertivo para a dieta?


Uma baixa disponibilidade de glicose gera uma queda na taxa metabólica de repouso, o que leva à disfunção hormonal, podendo causar alterações psicológicas, como distúrbios alimentares, baixa satisfação corporal e baixa autoestima. É importante cuidar do tipo de método utilizado na avaliação física do paciente, pois se o nutricionista oferecer baixa ingestão calórica, o paciente possui chances de apresentar alterações metabólicas, desbalanço fisiológico, alterações hematológicas, alterações do leucograma e alterações hormonais. 


Uma nutrição inadequada como balanço energético negativo e baixo consumo de carboidratos (dieta cetogênica), gera um aumento do glucagon, do cortisol, da adrenalina e da noradrenalina, causando um constante estado de alerta, contra regulando os sistemas, reduzindo o sistema imune. Se o nutricionista erra na proporção de carboidrato da dieta, ocorre a ativação do eixo hipotalâmico-pituitária-adrenal, ocorrendo um aumento da proteólise, imunodepressão e perturbações no sistema adaptativo muscular esquelético.



Table of Contents


Nutrição e CrossFit na Literatura


Uma revisão sistemática publicada em 2022 sugeriu as primeiras recomendações nutricionais e suplementares para o crossfit. As recomendações nutricionais e de suplementos para o crossfit são limitadas por uma escassez de dados e deficiências metodológicas entre os estudos. Porém, a combinação única de crossfit de força combinada, atividade cardiovascular, demandas fisiológicas homogêneas, ginástica e respostas a diferentes WODs torna possível inferir algumas recomendações para desempenho, recuperação e adaptação.


Principais Pontos da Nutrição no Atleta do CrossFit

  1. Atender a demanda adequada de energia de acordo com o cronograma de treinamento;

  2. Evitar a deficiência energética crônica;

  3. A duração média dos WODs não necessitam de suplementação de CHO;

  4. Dias consecutivos de WODs repetidos e dias consecutivos de exercícios de alta intensidade podem provocar depleção de glicogênio;

  5. Os atletas podem querer periodizar a ingestão de CHO de acordo com os objetivos específicos dos seus ciclos;

  6. Altas ingestões de proteína são recomendadas (0,5g/kg/pós-treino) devido o treinamento simultâneo e exercícios do corpo inteiro;

  7. A proteína é importante durante os blocos de treinamento no CrossFit. A ingestão deve ser de 16,6 a 2,2 g/kg/dia para otimizar a recuperação;

  8. Até o momento, apenas o BS crônico se mostrou eficaz para o desempenho do CrossFit.


Prática Clínica


O profissional nutricionista deve adequar a dieta de acordo com o treino prescrito pelo educador físico. De acordo com as fases de treinamento, há um aumento de quantidades calóricas em homens e mulheres, de acordo com o sexo. A fórmula de bolso desenvolvida que poderia ser aplicada para os atletas do Crossfit é cerca de 37 +/- 9,8 Kcal/kg. Sendo que a ingestão de carboidratos é cerca de 4-5 g/kg, de proteínas, 2,3 g/kg e 1,2 g/kg de lipídios.


O treino do crossfit se encaixa como treino moderado / moderado-alta intensidade.

Para avaliação de recuperação muscular do paciente é possível analisar de forma simples no hemograma através dos níveis de monócitos. O objetivo da dieta, é estimular o turnover proteico para estimular a síntese proteica, para que ela seja maior que o catabolismo, melhorando a recuperação muscular.


Em relação aos suplementos que podem ser prescritos para melhorar o desempenho dos atletas nesse esporte, eles podem ser aplicados de acordo com o tipo de treino, sendo que para os treinos de força o mais indicado é a creatina, para os treinos de endurance, a cafeína, o bicarbonato, a B-alanina e o nitrato podem ser utilizados. E para os treinos de potência, a creatina e nitrato possuem maior recomendação. Portanto, é importante utilizar o básico para a prescrição da dieta para os atletas de Crossfit, avaliando o gasto calórico, e utilizar a suplementação como algo a parte que pode beneficiá-los, ou seja, como a “cereja do bolo”. 


Matéria elaborada pela colunista Júlia Dias Laumann, com base na palestra do nutricionista Valden Capistrano


Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page