top of page

Nutrição no Combate a Obesidade por Fabíola Maniglia

Dando continuidade ao Nutrição Brasil recebemos Fabiola Maniglia nos mostrando o cenário de envelhecimento que temos no mundo: uma expectativa de 73 anos. Porém o dado alarmante de expectativa de vida com saúde é de que esse número cai para 63 anos.



Table of ContentsToggle

Estudo de Caso com Fabíola Maniglia

Fabíola Maniglia trás em sua palestra um estudo de caso onde é possível analisar a história de uma mulher de 25 anos , sedentária, que mora com os pais e irmão, trabalha como secretária em consultório médico e cursa administração à noite. Refere consumo moderado de álcool nos finais de semana. Essa pacientes reforça seu padrão alimentar com sabores adocicados em shakes, então, como podemos recuperar o paladar saudável dessa paciente? A palestrante ressalta também, o uso indiscriminado de prazóis, feitos pela paciente tentando combater uma possível gastrite. Além de apresentar exames laboratoriais com dados que preocupam a nutricionista e podem ser melhorados.

  1. Outros dados sobre a paciente: Exame físico: queda de cabelo acentuada e unhas com manchas e quebradiças

  2. Queixas: cólica menstrual intensa, cansaço excessivo e “fome” constante, com sensação de “queda da pressão”

  3. Hábitos Intestinais: a cada 2 ou 3 dias; EB 2; flatulência

  4. Hábitos Urinários: Escura e leve disúria

  5. Horas de Sono: 6 ou menos

Em seguida observamos o padrão alimentar da paciente, onde encontramos uma alimentação rica em alimentos doces, carboidratos e adoçantes. Explicando sua vontade incessante de comer, impulsionada por picos de glicemia e falta de controle alimentar.

Avaliando todo esse cenários podemos planejar o tratamento dando conta de todas as demandas dessa pacientes, deve considerar sua carga inflamatória total. Entendemos a importância de uma crononutrição, para manutenção de bons níveis hormonais e regulação do sono. Para tratar o paladar e a fome oculta dessa pacientes, impulsionado pela falta de nutrientes, busca os alimentos errados, agradáveis ao paladar doce é necessário uma terapia nutricional.

Prática Clínica

O plano alimentar dessa paciente deve ser reavaliado, pensando em combater os fatores já mencionados. Começando então pelo enriquecimento de proteínas de boas qualidades na refeição, adicionando boas oleaginosas pensando nos benefícios neurológicos. Retiramos então bebidas adocicadas, removendo refrigerante e sucos industrializados. Além disso, podemos potencializar esse planejamento, adicionando outros aliados como canela, gengibre, creatina, o vinagre de maçã.

Com a intenção de corrigir os exames bioquímicos teríamos uma suplementação personalizada de B12, Vitamina D + K2, Coq10 para recuperação das mitocôndrias e ômega 3 gerando bons resultados para um primeiro momento de tratamento. Por fim, a palestrante trás os holofotes para a população longínqua de Oknawa e o que eles estão fazendo para viver bem e com qualidade aliado a uma moderação ao comer foram os princípios, juntamente com seguir a dieta mediterrânea citada.

Continue estudando…

Classifique esse post

9 visualizações

コメント


bottom of page