top of page
  • Foto do escritorProtocolo 5R

Qual a influência da nutrigenômica com a microbiota?


O microbioma intestinal é um ecossistema de microrganismos que coabitam o corpo humano, ou seja, que age de forma simultânea e mútua com as células do hospedeiro. O número de microrganismos que compõem a microbiota intestinal humana varia aproximadamente entre 10 a 100 trilhões, e estes possuem enorme relevância nos processos fisiológicos, bem como para a saúde humana. Hoje, sabe-se que estes microrganismos deempenham inúmeras funções, desde a capacidade metabólica, diversidade genética, metabolismo, saúde epitelial, até para o sistema imunológico, neurodesenvolvimento e produção de vitaminas.


No entanto, tais benefícios à saúde só são possíveis quando a microbiota apresenta-se em seu estado normal, quando os microrganismos encontram-se em homeostase, desempenhando normalmente suas funções (eubiose). Por esse motivo, esse ambiente deve ser mantido em equilíbrio por meio de uma alimentação balanceada, já que a alimentação é determinante para o equilíbrio microbiano, assim como o consumo periódico de prebióticos e probióticos. Atualmente, observa-se cada vez mais fatores externos, como uma dieta inadequada, rica em gorduras trans, ou baixo consumo de fibras, causam um estado de desequilíbrio do intestino, conhecido como disbiose, o que consequentemente, afeta a microbiota. Esse desequilíbrio gera alterações locais e sistêmicas, devido a diminuição significativa da diversidade dos microrganismos e predominância de determinados tipos bacterianos, o que altera as funções e mecanismos, o que pode resultar em distúrbios metabólicos, autoimunes, neurológicos e inflamatórios.


Mas como a Nutrigenômica se associa com a microbiota?


A nutrigenômica corresponde a um ramo da ciência genômica, que busca compreender as interações entre alimentação e as funções de todos os genes, ou seja, entender o domínio dos nutrientes no genoma. Tal estudo tornou-se possível após o sequenciamento do genoma humano, e atualmente têm se voltado à elucidação das funções de todos os genes, além da caracterização de suas interações com fatores ambientais, sendo uma delas a alimentação. O estudo central da nutrigenômica baseia-se na interação gene nutriente, e esta pode ocorrer de duas formas: nutrientes e compostos bioativos dos alimentos (CBAs) que influenciam o funcionamento do genoma e/ou variações no genoma que influenciam a forma em que o indivíduo responde à dieta.


Como o estudo das ômicas possibilita uma ampla pesquisa acerca das comunidades microbianas e do microbioma humano, observa-se que a partir de tais ciências é possível entender melhor sobre a diversidade do microbioma, além do conhecimento acerca da diversidade genética, da organização de população e suas funções. Isso é possível, uma vez que as diferentes abordagens ômicas permitem o estudo do DNA através da genômica, do RNA por meio da transcriptômica, das alterações das proteínas pela proteômica, e alterações dos metabólitos através da metabolômica. Essa integração permite um maior conhecimento sobre as funções desempenhadas e o funcionamento do complexo de microrganismos. Com isso, as abordagens ômicas favorecem as análises e a identificação dos microrganismos, do microbioma (ambiente) e também seus metabólitos, de forma mais específica. Dessa forma, esses estudos auxiliam os profissionais em uma abordagem mais assertiva quanto ao tratamento e/ou prevenção de doenças e sintomas relacionados à microbiota, atuando ativamente para a promoção da saúde humana.


---


Artigos relacionados

Entenda melhor sobre o tema:


Referências bibliográficas

BOYAJIAN, Jacqueline Lena; GHEBRETATIOS, Merry; SCHALY, Sabrina; ISLAM, Paromita; PRAKASH, Satya. Microbiome and Human Aging: probiotic and prebiotic potentials in longevity, skin health and cellular senescence. Nutrients, [S.L.], v. 13, n. 12, p. 4550, 18 dez. 2021. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu13124550.


VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de. A ciência da nutrição em trânsito: da nutrição e dietética à nutrigenômica. Revista de Nutrição, [S.L.], v. 23, n. 6, p. 935-945, dez. 2010. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1415-52732010000600001.


RAMOS, Jaiane dos Santos. Estudo sobre o conhecimento acerca dos conceitos de metagenômica do microbioma intestinal e a prescrição de nutracêuticos. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Centro Universitário Maria Milza - Governador Mangabeira - BA, 2022. 75 f.


Comments


bottom of page