top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Qual o papel da nutrição no manejo da tensão pré-menstrual (TPM)?

A tensão pré-menstrual (TPM) é uma condição comum que afeta muitas mulheres em idade fértil. Seus sintomas variam em gravidade e abrangem diversos aspectos da vida das mulheres, exigindo conhecimento, monitoramento e uma abordagem personalizada para diagnosticar condições físicas e psicológicas. Dentre as várias teorias que explicam suas causas, as flutuações hormonais e deficiências nutricionais, especialmente em vitamina B6, magnésio e cálcio, têm sido amplamente discutidas. Embora não haja um tratamento universalmente reconhecido como eficaz, a dieta desempenha um papel essencial na redução e no manejo dos sintomas. No entanto, pesquisas sobre o efeito real dos alimentos e nutrientes na TPM ainda são escassas, esporádicas e carecem de rigor científico suficiente.



Table of ContentsToggle

Importância da nutrição na TPM

A TPM é uma condição clínica que ocorre durante o ciclo menstrual lúteo, ou seja, durante os últimos 14 dias do ciclo menstrual (desde a ovulação até o início da menstruação). Caracteriza-se pela presença cíclica de sintomas psíquicos, físicos e comportamentais recorrentes, que desaparecem espontaneamente em até 4 dias após o início da menstruação e não reaparecem até pelo menos o dia do ciclo.

Estudos mostram que certos micronutrientes, como cálcio, magnésio, vitamina D e complexo B, além de suplementos herbais, podem desempenhar um papel na redução dos sintomas da TPM. No entanto, é importante ressaltar que as evidências até o momento são limitadas e insuficientes para apoiar seu uso como tratamento eficaz. Ainda assim, as considerações sobre estilo de vida, nutrição e saúde geral parecem ser estratégias essenciais na redução ou manejo dos sintomas menstruais.

Embora as pesquisas sobre a relação entre nutrição e TPM ainda estejam em avanço, a dieta e os micronutrientes têm sido apontados como potenciais fatores moduladores na redução dos sintomas da TPM. No entanto, é necessário realizar mais estudos científicos bem estruturados para confirmar essas relações e estabelecer recomendações claras. Enquanto isso, é importante que as mulheres adotem uma abordagem holística para a saúde, incluindo uma dieta equilibrada, estilo de vida saudável e cuidados gerais, como estratégias complementares para o manejo da TPM. 

Prática Clínica

O manejo da tensão pré-menstrual (TPM) por meio da nutrição envolve uma abordagem personalizada e adaptada às necessidades individuais de cada mulher. Os profissionais devem realizar uma avaliação detalhada dos sintomas e do perfil nutricional da paciente, considerando fatores como a ingestão de nutrientes relevantes para a TPM, histórico alimentar, estilo de vida e outras condições de saúde. Com base nessas informações, é possível recomendar ajustes na dieta, incluindo o aumento do consumo de alimentos ricos em cálcio, magnésio, vitamina D e complexo B, bem como a incorporação de suplementos quando necessário. Além disso, é importante fornecer orientações sobre práticas alimentares saudáveis, como a redução do consumo de alimentos processados, açúcares refinados e cafeína, que podem agravar os sintomas da TPM. A abordagem individualizada é essencial para otimizar o manejo da TPM por meio da nutrição, visando melhorar a qualidade de vida das mulheres durante esse período do ciclo.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Fabrício de Paula: Nutrição e TPM

Artigo: TPM e nutrição – Siminiuc R, Ţurcanu D. Impact of nutritional diet therapy on premenstrual syndrome. Front Nutr. 2023;10:1079417. Published 2023 Feb 1. doi:10.3389/fnut.2023.1079417

Classifique esse post

5 visualizações

コメント


bottom of page