top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Saúde Bucal e o Estado Nutricional: Qual a relação?

Novas pesquisas apontam cada vez mais para a relação entre a dieta, o bom estado nutricional e a saúde bucal, nesse aspecto, o cuidado com a dentição se torna primordial para que os primeiros processos de digestão e absorção dos alimentos ocorra da melhor maneira possível. Leia para saber mais. 



Table of ContentsToggle

Má Higiene vs. Saúde Bucal

Uma má saúde bucal impacta negativamente as escolhas alimentares individuais. Assim, pacientes que apresentam uma higiene inadequada, cáries, lesões nos tecidos moles e dentes perdidos, desenvolvem um comportamento alimentar mais  seletivo, evitando a ingestão de alimentos mais resistentes e difíceis de mastigar. Dessa forma, ocorre a substituição do consumo por exemplo de vegetais e frutas frescas por opções industrializadas, ricas em sódio e gordura, por serem de mais fácil mastigação. 

Orientações Nutricionais Voltadas para Saúde Bucal

Nesse contexto o nutricionista tem papel chave na realização de orientações nutricionais efetivas acerca da inclusão de alimentos mais naturais possíveis dentro da rotina, modificando a forma que estes são ofertados para facilitar a mastigação. Logo, apresentar opções diferenciadas de cortes das frutas e dos vegetais é uma estratégia simples que pode ser incluída no dia a dia e que melhora substancialmente a segurança na hora da refeição com vista a não ser danificado nenhum dente. 

Saúde Bucal vs. Microbiota 

 Além disso, novos dados apontam para que a raspagem da língua feita ao acordar apresenta benefícios metabólicos sistêmicos e contribui para que não sejam formados biofilmes bacterianos ao redor dos dentes, contribuindo assim para uma saúde bucal mais adequada. Associado a isso, as mudanças dos hábitos de higiene bucal e a boa nutrição estão atreladas a um perfil de microbiota mais saudável, tanto oral, quanto intestinal, o que corrobora para que a digestão seja eficiente, prevenindo diversas desordens a nível gástrico.  

Nutrientes para Saúde Bucal

No mais, uma dieta nutricionalmente adequada rica em vitaminas e minerais a exemplo do cálcio são elementos fundamentais para a manutenção da saúde dos dentes, gengiva e dos tecidos moles, também associada a bons níveis de vitamina D e compostos antioxidantes como as vitaminas C e E.

Prática Clínica

Assim, os dados apresentados reforçam a  forte relação entre uma boa saúde bucal, a dieta e o estado nutricional saudável do paciente. Logo, de maneira resumida e prática, as principais estratégias são: a higiene regular diária, associada ao uso do raspador de língua, além do trabalho preventivo e multidisciplinar com o profissional dentista. No mais, especificamente no quesito nutricional, o consumo de cálcio, vitaminas C, D, K e E deve ser prioridade na execução do tratamento dietoterápico a fim de garantir um bom estado nutricional do seu paciente.

Referências Bibliográficas

Artigo: Grand challenges in oral health and nutrition: We are what we eat Merchant AT. Grand challenges in oral health and nutrition: We are what we eat. Front Oral Health. 2022;3:999817. Published 2022 Aug 24. doi:10.3389/froh.2022.999817

Classifique esse post

0 visualização

Comments


bottom of page