top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Suplementação e Ingredientes: O que Você vai Prescrever Daqui 10 Anos

Na última década, observamos diversas tendências na área da Nutrição. Desde a associação do gojiberry ao emagrecimento, ao chá verde como um milagre para o mesmo objetivo, à batata doce para ganho de massa muscular, ao uso do óleo de coco em preparações, à tapioca como substituto do pão, e em seguida, à dieta low carb como uma abordagem obrigatória em diversos contextos.


Seguindo essa linha, a dieta detox ganhou destaque entre os influenciadores digitais, seguida pelo ressurgimento da dieta paleolítica como uma solução. Recentemente, a água com limão foi promovida como um elixir para a imunidade, e atualmente estamos testemunhando uma supervalorização das calorias, com maior ênfase na contagem delas em detrimento da qualidade dos alimentos.


Por outro lado, espera-se um crescimento de 10 a 20% no mercado de suplementação nos próximos dois anos. De acordo com dados da Universidade Harvard, mais da metade da população mundial consome pelo menos um tipo de suplemento alimentar, seja prescrito ou não. No Brasil, esse número atinge cerca de 59% dos lares.


Performance


Muito se fala sobre a limitada quantidade de suplementos que, de fato, entregam resultados. Entretanto, a prática clínica revela que isso não é uma verdade. No consultório, apenas 1% dos pacientes são atletas de alta performance, enquanto o restante, em sua maioria, busca performance nas atividades cotidianas, tais como brincar com os filhos.


Nunca se falou tanto sobre alimentação e nunca a população esteve tão doente. Cada vez mais, nos deparamos com notícias que indicam o crescimento desenfreado de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs) e o cenário de saúde indica um alerta.


Dados indicam que 93% das pessoas que consomem suplementos têm como objetivo questões relacionadas ao bem estar, qualidade de vida e saúde mental e apenas 23% objetivam performance esportiva. Nesse sentido, busca-se a longevidade (healthspan) acima da quebra dos limites esportivos.


Qualidade, Tecnologia e Resultados na Suplementação


Anteriormente, o mercado de suplementação buscava entregar facilidade para a compra, ao passo que, atualmente, a principal meta é a qualidade do produto. Não é mais aceitável um produto que tenha uma ótima composição nutricional mas com sabor ruim e que não promova uma baixa aceitação, por exemplo.


Sendo assim, a tecnologia tem sido uma aliada da indústria. Como exemplo, tem-se a busca por maior biodisponibilidade para reduzir o número de formulações em cápsulas. A versatilidade na prescrição tem se mostrado essencial para o profissional da saúde que quer se manter no mercado.


Prática Clínica


O melhor marketing para esses profissionais é o resultado que ele gera. A preparação para atender essa demanda é um diferencial para a geração de resultados no consultório. Nos próximos anos, você deseja desmistificar os modismos da nutrição ou prescrever suplementos? A saúde metabólica e mental envolve diversos fatores que vão muito além das calorias contidas nos alimentos. Por isso, a conduta de um nutricionista jamais poderá ser substituída por uma inteligência artificial.


Continue Estudando...




Comments


bottom of page