top of page

Temperatura Basal e Ovulação: Qual a relação?

A temperatura basal do corpo é definida como a temperatura mais baixa registrada após um período de repouso. Mulheres há décadas utilizam o registro diário da temperatura basal corporal como uma ferramenta para determinar se a ovulação ocorreu ou não, auxiliando-as na otimização do momento da relação sexual durante o período fértil. Neste artigo, vamos entender melhor como a medição da temperatura basal pode auxiliar na identificação do período fértil e como essa ferramenta pode ser utilizada.



Table of ContentsToggle

Temperatura Basal e Ovulação

Embora a medição da temperatura basal seja uma ferramenta útil para muitas mulheres, a obtenção de resultados precisos depende de medidas consistentes todos os dias, o que pode ser desafiador. Para obter resultados mais precisos, as temperaturas devem ser registradas no mesmo horário todos os dias, imediatamente após acordar. Além disso, a medição pode ser influenciada por fatores ambientais, como febre, estresse emocional, consumo de álcool e adição ou descontinuação de contraceptivos orais na rotina diária.

É essencial entender que a medição da temperatura basal não oferece proteção contra infecções sexualmente transmissíveis ou gravidez indesejada. Embora ajude mulheres que estão tentando conceber a rastrear o ciclo menstrual, o método oferece proteção limitada contra a gravidez. Para evitar gravidez indesejada, outras opções de contraceptivos hormonais, como pílulas anticoncepcionais orais, adesivos, injeções ou implantes devem ser considerados.

Logo após a ovulação, o corpo forma o corpo lúteo, um importante órgão que secreta hormônios e libera progesterona para preparar o corpo para a potencial gravidez. A progesterona faz com que a temperatura basal aumente, indicando a fase lútea do ciclo menstrual. Esse aumento da temperatura é mantido até o início da menstruação, quando a temperatura basal volta ao nível anterior. Um aumento persistente da temperatura basal pode ser um sinal precoce de gravidez.

Entendendo o Registro da Temperatura Basal

O registro auxilia as mulheres a entender melhor o ciclo menstrual. Entretanto, quando utilizado como método de contracepção, é recomendado evitar relações sexuais a partir do início da menstruação até aproximadamente três dias após o aumento da temperatura basal. Porém, é preciso considerar que esse período pode variar de mulher para mulher. Além do fato que em mulheres com menstruação irregular, a medição da temperatura basal pode não ser tão precisa devido à imprevisibilidade do período de ovulação.

Embora a medição da temperatura basal não ofereça proteção contra infecções sexualmente transmissíveis ou gravidez indesejada, ela pode ser uma ferramenta útil para mulheres que desejam entender melhor o próprio ciclo menstrual e identificar o período fértil. No entanto, a obtenção de resultados precisos depende de medidas consistentes todos os dias, no mesmo horário, e a compreensão dos riscos e limitações da medição da temperatura basal como método contraceptivo

Prática Clínica 

Na prática clínica, o monitoramento da temperatura basal pode ser utilizado como uma ferramenta adicional para avaliar a ovulação em mulheres que têm dificuldade em conceber ou que apresentam ciclos irregulares. Ao registrar a temperatura diariamente, a paciente pode identificar seu período fértil e ajustar a programação de atividades sexuais para aumentar as chances de engravidar. Além disso, a avaliação da temperatura basal pode ajudar a identificar distúrbios da ovulação, como anovulação e ovulação tardia, e orientar o tratamento adequado para cada caso. No entanto, é importante lembrar que a temperatura basal não deve ser utilizada como método contraceptivo efetivo e que outros métodos contraceptivos devem ser considerados para evitar uma gravidez indesejada.

Referências Bibliográficas 

Assista o vídeo na Science Play com Omar de Faria: Ciclo circadiano e fertilidade: Qual a relação?

Artigo: Temperatura basal e ovulação – Steward K, Raja A. Physiology, Ovulation And Basal Body Temperature. In: StatPearls. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; July 18, 2022.

Classifique esse post

2 visualizações

Comentarios


bottom of page