top of page

Utilização do Tribulus Terrestris no Esporte

Tribulus terrestris é uma planta usada na medicina tradicional chinesa, na medicina ayurvédica e na nutrição esportiva para potencialmente melhorar a saúde e o desempenho. A planta contém compostos bioativos, incluindo saponinas, polifenóis, flavonoides, glicosídeos, alcaloides e taninos, sendo os compostos esteróides como as saponinas essenciais para seus efeitos fisiológicos. O Tribulus terrestris tornou-se popular tanto entre atletas quanto entre não atletas devido aos seus potenciais benefícios ergogênicos, os quais podem melhorar o desempenho esportivo e promover o crescimento muscular, frequentemente atribuídos ao seu potencial de estimular a produção de testosterona.


Efeito do Tribulus Terrestris no Desempenho Esportivo


O desempenho esportivo refere-se à capacidade de realizar atividades físicas, especialmente em ambientes competitivos, com altos níveis de habilidade, velocidade, força e resistência. Abrange vários aspectos e pode ser medido de diferentes maneiras, dependendo do esporte e das competências específicas que requer.


Os achados acerca da melhora do desempenho utilizando o Tribulus terrestris por atletas ou esportistas são inconsistentes devido à variabilidade nos desenhos dos estudos, nas populações de participantes, nas dosagens utilizadas e nos resultados medidos.


Os benefícios sobre o desempenho esportivo poderiam advir da melhora das respostas inflamatórias, recuperação muscular e perfil lipídico, como será discutido adiante. No entanto, mais ensaios clínicos robustos com o objetivo de avaliar de forma direta o desempenho esportivo, como força, agilidade, corrida ou técnicas específicas de um esporte, são necessários para compreender melhor como o Tribulus terrestris poderia potencialmente melhorar o desempenho atlético.


Efeito do Fitoterápico no Ganho de Massa Muscular


A utilização do Tribulus terrestris possui grande apelo comercial com o objetivo de aumentar os níveis de testosterona e ganhar massa muscular. A maioria dos estudos que demonstram um efeito positivo de sua utilização sobre os níveis de testosterona são realizados em homens com mais de 45 anos que já demonstram algum grau de deficiência deste andrógeno. Em homens mais jovens e praticantes de atividade física, a suplementação não resultou em aumentos significativos de testosterona.


Em relação ao dano e recuperação muscular, estudos indicam que a suplementação com o Tribulus terrestris pode ajudar a reduzir os marcadores de dano muscular e auxiliar na recuperação pós-exercício devido à sua ação antioxidante, devido não somente à presença das saponinas, mas também dos flavonoides. No entanto, esses efeitos não se traduzem diretamente em um aumento da massa muscular, mas sim em potenciais benefícios nos processos de recuperação muscular.


Efeito do Fitoterápico na Saúde do Esportista


O acompanhamento de um esportista ou atleta vai além de relacionar a conduta nutricional com o desempenho e fins estéticos. Os parâmetros de saúde e longevidade também precisam ser avaliados, incluindo os parâmetros da saúde cardiovascular. O uso deste fitoterápico mostra-se promissor na melhoria do perfil lipídico, como a redução do colesterol total e do LDL-c. O mecanismo de ação para melhorar os parâmetros lipídicos com a suplementação de Tribulus terrestris envolve várias vias potenciais:


1. Aumento da atividade de enzimas como a lipase no músculo esquelético e diminuição da atividade nos tecidos adiposos, estimulando o uso de triglicerídeos plasmáticos como combustível energético pelos músculos e bloqueando seu armazenamento como gordura.


2. As saponinas presentes no Tribulus terrestris podem aumentar a atividade da superóxido dismutase (SOD) no fígado, melhorando assim a capacidade antioxidante. Além disso, interagem com os ácidos biliares e o colesterol, inibindo a absorção do colesterol no intestino e consequentemente aumentando a excreção do colesterol e diminuindo seus níveis sanguíneos.


As revisões sistemáticas e meta-análises referentes ao uso deste fitoterápico são recentes, com cerca de 10 anos, e a maioria avalia a utilização do Tribulus terrestris no tratamento da disfunção erétil e libido em homens e mulheres. Sua utilização para fins esportivos ainda precisa ser aprofundada; no entanto, pensando na saúde deste esportista, é possível utilizar este fitoterápico na prática clínica.


Prática Clínica


A utilização deste fitoterápico para melhorias nos parâmetros cardiovasculares ainda é recente quando comparada aos estudos clássicos de fertilidade e disfunção sexual. Contudo, é interessante avaliar todos os benefícios que a suplementação poderia agregar ao esportista, como, por exemplo, a longevidade. Estudos demonstram efeitos benéficos tanto em parâmetros cardiovasculares quanto em recuperação muscular quando sua utilização vai de 4 a 12 semanas em dosagens que chegam até 2,5g sem toxicidade renal ou hepática.


Este fitoterápico não é listado como uma substância banida pela World Anti-Doping Agency (WADA) e, desde 2021, segundo a resolução 484, o Tribulus terrestris "não se enquadra na categoria de alimentos, nem de suplemento alimentar e nem na categoria da Medicina Tradicional Chinesa (MTC); os produtos que contêm Tribulus terrestris são categorizados como medicamento fitoterápico", com isso, são fitoterápicos de prescrição médica.


Continue Estudando...



Sugestão de estudo: Fitoterapia



Referências Bibliográficas


FERNÁNDEZ-LÁZARO, Diego; FERNANDEZ-LAZARO, Cesar; SECO-CALVO, Jesús; GARROSA, Evelina; ADAMS, David; MIELGO-AYUSO, Juan. Effects of Tribulus terrestris L. on Sport and Health Biomarkers in Physically Active Adult Males: a systematic review. International Journal Of Environmental Research And Public Health, [S.L.], v. 19, n. 15, p. 9533, 3 ago. 2022. MDPI AG.


15 visualizações

Comments


bottom of page