top of page
  • Foto do escritorKcal da Science Play

Ômega 3 na Menopausa: Uma boa estratégia?

A menopausa é um período turbulento no que se refere à saúde da mulher. A maioria dos sintomas impactam fortemente a qualidade de vida do público feminino nesse período. Dessa maneira, alguns compostos nutricionais são apontados como benéficos para as mulheres menopausadas. Tendo isso em vista, seria o ômega 3 uma boa estratégia para aliviar os sintomas dessa fase? 



Table of Contents


Fisiopatologia da Menopausa


De início, as mudanças fisiológicas que ocorrem durante a menopausa são complexas. O qual tem como característica diagnóstica a sessão da menstruação por um período de 12 meses, que acontece geralmente com mulheres de 40 a 60 anos. Além disso, tal período é marcado por sintomas como suores noturnos, alterações vasomotoras, ondas de calor que podem estar associadas a distúrbios do sono e também ansiedade e depressão. 


Quais são os Principais Sintomas da Menopausa? 


Dessa forma, cerca de 44% na menopausa apresentam algum sintoma vasomotor e os casos de transtorno depressivo maior, afetando até 20% dessas. Logo, é fundamental que o profissional de saúde entenda como a menopausa acontece e principalmente, como trabalhar para melhorar a qualidade de vida das suas pacientes.


Relevância do Ômega 3 na Menopausa


Nesse sentido, os ácidos graxos poliinsaturados ômega-3 se tornam uma opção adjunta na terapia nutricional por contribuir para reduzir os efeitos da deficiência estrogênica. Assim tanto o ácido eicosapentaenoico (EPA), ácido docosahexaenoico (DHA) e ácido alfa-linolênico (ALA), apresentam forte potencial terapêutico na menopausa. Logo, o ômega 3 atua na regulação dos neurotransmissores serotoninérgicos e dopaminérgicos, sendo uma opção de suplementação para mulheres menopausadas e aquelas na perimenopausa.


Prática clínica


Portanto, a suplementação com ômega 3 é um boa opção na prática clínica para as mulheres que estão passando pela menopausa. Assim, a ingestão recomendada varia de 1 a 1,8 g de PUFAs, podendo ser (425 mg de EPA, 100 mg de DHA e 90 mg de outros PUFAs n -3, pelo período mínimo de 12 semanas. Assim, tal estratégia de suplementação parece contribuir para que os principais sintomas da menopausa sejam mitigados.


Continue Estudando...





Referências Bibliográficas

Iqbal AZ, Wu S-K, Zailani H, Chiu W-C, Liu W-C, Su K-P, Lee S-D. Effects of Omega-3 Polyunsaturated Fatty Acids Intake on Vasomotor Symptoms, Sleep Quality and Depression in Postmenopausal Women: A Systematic Review. Nutrients. 2023; 15(19):4231. https://doi.org/10.3390/nu15194231

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page